Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

 

A indústria automobilística argentina começou 2018 com otimismo e em ascensão. O primeiro bimestre fechou com evolução tanto na produção, como na exportação e nas vendas ao mercado interno.

O maior crescimento nos primeiros dois meses do ano foi registrado exatamente nas linhas de montagem. Foram fabricados 60.943 veículos em janeiro e fevereiro. O resultado é 20% superior ao do mesmo período do ano passado.

Só em fevereiro saíram das fábricas argentinas 38 mil automóveis e comerciais leves, 78,8% a mais do que em janeiro. Tamanho salto, porém tem explicação simples: em janeiro, muitos fabricantes concederam férias coletivas e as linhas de montagem permaneceram paradas por varios dias.

Ainda assim o crescimento sobre fevereiro de 2017 foi bastante expressivo: 62,6% a mais.

Muito desse desempenho se deveu às exportações.  Só no primeiro bimestre a Argentina exportou 29.646 unidades, 30,7% a mais na comparação com o mesmo período de 2017.

Do total fabricado em fevereiro, por exemplo, nada menos do que a metade, mais precisamente 19.237 veículos, seguiu para outros países, Brasil em particular.  O volume de embarques foi 84,8 % maior do que o de janeiro e 48,8% superior ao registrado no mesmo mês do ano passado.

→Produzido na Argentina, Fiat Cronos chega no fim do mês

→Mercedes-Benz lidera vendas na Argentina

Luis Fernando Peláez Gamboa, presidente da Adefa, a Associação dos Fabricantes de Veículos, lembra que esses números confirmam as projeções da entidade para 2018, divulgadas em dezembro último. A entidade calcula que a produção anual em 2018 baterá na casa dos 570 mil veículos.

Vendas locais — O mercado interno argentino também cresceu no período, também na casa dos dois dígitos mas em ritmo menos intenso. As vendas no atacado atingiram 138.185 unidades nos primeiros dois meses do ano, 17% a mais do que em igual período do ano passado.

O resultado de fevereiro, 73.733 veículos negociados, superou o de janeiro em 14,4% e o de fevereiro de 2017, quando foram vendidas 65.274 unidades, em 13%.


Foto: Reprodução