Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

A partir do segundo semestre deste ano, o Grupo PSA, em joint venture com a estatal Namibia Development Corporation (NDC), começará a montar os modelos Opel GrandlandX e Peugeot 3008 na cidade portuária de Walvis Bay, na Namíbia, África.

A projeção da montadora é alcançar entregas anuais de 5.000 unidades em 2020 para atender os mercados da Namíbia, África do Sul, Botsuana, Lesoto e Suazilândia.

Leia mais

→PSA tem nova geração dos Peugeot Partner e Citroën Berlingo

→“Futuro do automóvel está nas mãos dos governos”, diz CEO da PSA

→PSA tem lucro na América Latina pelo terceiro ano consecutivo

De acordo com a fabricante, o acordo integra o plano estratégico de crescimento global Push to Pass, no qual a expansão internacional do grupo estabelece produzir diretamente 70% dos veículos vendidos na região do Oriente Médio e da África.

“Este investimento na Namíbia faz parte da estratégia a longo prazo do Groupe PSA para aumentar suas vendas na África e no Oriente Médio, com o objetivo de vender um milhão de veículos em 2025”, destaca em nota Jean-Christophe Quémard, vice-presidente executivo da região do Oriente Médio e da África do Grupo. “Esta nova capacidade de produção servirá os mercados da região com produtos Opel e Peugeot, que atenderão às expectativas de nossos clientes.”


Foto: Grupo PSA/Divulgação