Por George guimarães, de Itajái, SC | george@autoindustria.com.br

Com cerca de 1 mil unidades vendidas durante  o período de pré-venda iniciado em janeiro, já está na rede de 31 concessionárias da Volvo Cars no Brasil o  XC40, menor utilitário esportivo da montadora sueca, lançado mundialmente no segundo semestre do ano passado.

Os primeiros veículos comprados antecipadamente estão sendo entregues aos consumidores que optaram por duas das três versões que a Volvo importará: T5 Momentum (R$ 194.950,00) e  T5 R-Design (R$ 214.950,00 ), as  mais caras. A T4, mais em conta (R$ 169.950,00), estará nas ruas somente a partir de julho.

Apesar de ser o menor SUV da Volvo — a montadora indica como concorrentes mais diretos em porte e conteúdos, por exemplo, Audi Q3, BMW X1 e Mercedes-Benz GLA — é ao XC40 que caberá o papel mais importante  de vendas da marca aqui.

Luiz Rezende, presidente da operação brasileira, fala em negociar perto de 2 mil unidades até o fim do ano, objetivo  bastante conservador, reconhece o executivo, diante da declarada venda de 1 mil unidades  antecipadamente. Ainda assim, representaria, somente com oito meses de mercado, já um terço das vendas estimadas pela empresa em 2018.

“É um veículo que traz recursos que o posicionam acima de seus concorrentes, inovações em conectividade, o motor mais potente da categoria e  sistemas de segurança oferecidos também no XC60 e XC90”, destaca Rezende.

Mas João Oliveira, diretor comercial da Volvo Cars, projeta fatia ainda mais representativa para o modelo que acaba de ser eleito Carro do Ano na Europa e que é produzido  na fábrica de Ghent, na Bélgica. Ele calcula colocar nas ruas, no ano que vem, até 3 mil unidades do utilitário esportivo, dos 7 mil Volvo que pretende vender no País — participação acima dos 40%, portanto.

Segundo o executivo, a oferta do novo carro combinada com o esperado crescimento do segmento de veículos premium da ordem de até 10%  este ano, devem elevar o volume negociado da marca no mercado interno para 6 mil unidades em 2018, contra aproximadamente 3,6 mil em 2017.

Perto de 85% serão utilitários esportivos, segmento em forte expansão dentro da marca Volvo em todo o mundo nos últimos anos. Em 2015, a empresa  lançou aqui o XC90, o maior da gama e no ano passado, o XC60, veículo que hoje responde por 60% das vendas globais da montadora sueca, comprada pela chinesa Geely há oito anos.

No Brasil, o novo utilitário esportivo só é vendido com motores a gasolina: um 4 cilindros 2.0 turbo de 190 hp, que equipa a versão de entrada T4, e outro 4 cilindros  2.0 turbo e injeção direta, que desenvolve 252hp, presente na Momentum e na R-Design. Ambos acoplados a caixas de transmissão automática de oito velocidades.

O sistema de tração é integral e distribui automaticamente a  tração entre os eixo em decorrência da situação de momento. O motorista ainda pode optar, por intermédio de um seletor, por cinco modos de condução que ajustam parâmetros relacionados à resposta do motor, agilidade de troca de marchas, ajuste de esforço da direção, resposta dos freios e controle de estabilidade.

 

O XC40 é o primeiro modelo a utilizar a nova plataforma CMA, Compact Modular Arquitecture, futura base dos veículos da sério 40 e também dos muitos modelos elétricos que a empresa prepara para a próxima década.  Chama a atenção no caso do XC40 o ótimo espaço interno para os ocupantes de trás, devido ao entre-eixos de 2,70 m, 10 centímetros maior do que o do Audi Q3.

A vocação é claramente para uso on-road. Predominam na carroceria traços e elementos  esportivos e, no caso da R-Design, pintura bicolor e rodas de 20 polegadas. Destaques externos  são os faróis autodirecionais em full led, com comutação automática alto e baixo e nivelamento automático do facho  de acordo com a carga do veículo. O modelo mantém as luzes diurnas em formato de martelo, já presentes em outros modelos da marca.

Lei mais

→Volvo faz apresentação global do XC40

→Novo Volvo XC60 chega repleto de sofisticações

→Volvo XC60 conquista avaliação máxima no Euro NCAP

Como de costume nos produtos Volvo, no XC40 o pacote de recursos segurança é destaque e contempla até condução semiautônoma de série na versão topo e que pode ser incorporado na T4 e T5 Milenium mediante R$ 5 mil reais.

Mas desde a versão de entrada existem vários dispositivos, como controle de cruzeiro adaptativo ou  alerta de mudança de faixa. Há, por exemplo, o  City Safety que  auxilia o condutor com frenagem automática para evitar e reduzir o risco de colisão contra veículos, pedestres e animais de grande porte à frente do carro. Outro recurso avisa o motorista distraído que invade a faixa oposta e, caso necessário,  conduz o veículo de volta à sua própria pista, fora do caminho de qualquer outro automóvel que esteja vindo. .

Internamente, quadro de instrumentos digital personalizável de 12,3″ e sistema de infontainment  com tela vertical  que concentra climatização, som e negavegação destacam-se junto como o revestimento em couro dos bancos e revesdtimentos de boa qualidade.

A Volvo incluiu o XC40 no programa Volvo For All, que permite a clientes com alguma deficiência isenção de IPI. Neste caso, os preços são significativamente menores:  a versão T4  sai por R$ 145.950, 00, nequanto a  T5 Momentum custa R$ 169.950,00 e  T5 R-Design, R$ 189.950,00.


Fotos: Divulgação/Volvo Cars