Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

A Jaguar Land Rover investe no desenvolvimento de carros autônomos off-road, capazes de dirigir em qualquer tipo de terreno e também nas mais variadas condições climáticas. É o primeiro projeto do gênero no mundo, segundo a fabricante britânica.

“A autonomia é inevitável  para a indústria automotiva e garantir que nossa oferta autônoma seja a mais agradável, capaz e segura é o que nos leva a explorar os limites da inovação. O projeto Cortex nos dá a oportunidade de trabalhar com alguns parceiros fantásticos, cuja expertise nos ajudará a concretizar essa visão em um futuro próximo”, diz Chris Holmes, gerente de pesquisa de veículos autônomos e conectados da Jaguar Land Rover.

Como parte do projeto, está sendo desenvolvida uma técnica de 5D, combinando dados acústicos, de vídeo, de radar, de detecção de luz e de detecção de distância (LiDAR) em tempo real. O acesso a esses dados combinados melhora a consciência do ambiente em que o carro se encontra.

O aprendizado da máquina, de acordo com a empresa, permite que o carro autônomo se comporte de maneira cada vez mais sofisticada, fazendo com que lide com qualquer condição climática em qualquer terreno.

O projeto Cortex investe em nova tecnologia por meio do desenvolvimento de algoritmos, otimização de sensores e testes físicos em pistas off-road no Reino Unido. A Universidade de Birmingham, com sua liderança mundial em pesquisas sobre radar e sensores para plataformas autônomas, e a Myrtle AI, especialista em aprendizado de máquina, participam do projeto.

O Cortex foi anunciado como parte da terceira rodada de financiamento para veículos conectados e autônomos da Innovate UK em março de 2018. A Jaguar Land Rover investe em várias frentes atualmente. Desenvolve tecnologias de veículo totalmente ou semiautomatizados, oferecendo aos clientes a escolha do nível de automação, enquanto possibilita uma experiência de condução agradável e segura.


Foto: Divulgação/JLR