A Estação Central  de trens de Michigan, no bairro de Corktown, é um dos edifícios mais famosos de Detroit e terá outra função após mais de cem anos de sua inauguração: a Ford comprou a edificação de 1913 para transformá-la em um centro de desenvolvimento de veículos elétricos, conectados, e outras futuras soluções de mobilidade.

São 112 mil metros quadrados que receberão escritórios da montadora, de empresas parceiras, lojas, restaurantes e até residências. A ideia é que até 2022 cerca de 2,5 mil funcionários da Ford  estejam alocados no novo endereço, além de igual número de pessoas de outras empresas.

“Será o tipo de campus onde a economia emergente prosperará, um ecossistema colaborativo de empresas, educadores, investidores e inovadores”, afirma Jim Hackett, presidente e CEO da  montadora.


Foto: Divulgação/Ford