Por Alzira Rodrigues | alzira@autoindustria.com.br

Apesar do rescaldo da greve dos caminhoneiros no início do mês e dos jogos da Copa do mundo, o mercado de veículos conseguiu manter estabilidade em junho no comparativo com maio e seguiu em ritmo positivo em relação ao ano passado.

Foram emplacados no mês passado total de 201.987 veículos, ante os 201.897 de maio, conforme dados do Renavam divulgados por uma fonte do setor, que englobam tanto veículos leves como pesados. No confronto com maio do ano passado, quando foram comercializadas 195 mil unidades, verifica-se crescimento de 3,5%.

Considerando que o movimento nos primeiros dez dias do mês passado ainda sofreu os reflexos negativos da paralisação do transporte rodoviário e os jogos do Brasil a partir da segunda quinzea, o resultado de junho é visto como positivo pelos concessionários.

LEIA MAIS

Quinzena tem média diária de 8,9 mil veículos

Greve reduz venda de veículos em maio

A reação veio só na segunda quinzena, a ponto de na última sexta-feira, 29, o número de emplacamentos ter atingido 14,2 mil veículos, ante média na faixa de 10 mil que tem prevalecido nos últimos meses.

No acumulado do ano foram licenciadas 1.166.759 unidades, contra as 1.019.490 do primeiro semestre de 2017, o que representa crescimento no comparativo anual de 14,4%. Os números detalhados do mercado interno, com venda por marca e modelo, serão divulgados nesta terça-feira, 3, pela Fenabrave. Na quinta-feira, 5, a Anfavea divulga dados totais do setor, incluindo produção e exportação.