Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

As Empresas Randon, de Caxias do Sul, RS, e a Marcopolo, fabricante de ônibus também sediada na serra gaúcha, firmaram parceria para o desenvolvimento de tecnologia para o setor automotivo.

Com o acordo, os veículos da Marcopolo passam a ser testados no Campo de Provas Randon, com avaliações que envolvem testes funcionais, estruturais e de durabilidade, num trabalho conjunto entre as engenharias das duas empresas.

Instalado em Farroupilha, na mesma região em que estão sediadas as duas empresas, o estruturado complexo tecnológico da Randon ocupa uma área de 87 hectares licenciada pelo Ibama e conta com 18 pistas a céu aberto.

São ao todo 15 quilômetros, dos quais 4 km de pista reta e totalmente plana, onde são reproduzidos os mais diferentes tipos de pavimentos e irregularidades, específicas para a realização de testes representativos de durabilidade acelerada.

A assinatura do contrato entre as duas empresas aconteceu nesta terça-feira, 3, em evento realizado no campo de provas com a presença do presidente do Conselho de Administração da Randon S.A Implementos e Participações, Alexandre Randon.

Assinaram o documento o CEO da Marcopolo, Francisco Gomes Neto, o diretor de engenharia da Marcopolo, Luciano Ricardo Resner, o CEO da Fras-le e COO Autopeças das Empresas Randon, Sérgio de Carvalho, e o diretor de tecnologia e inovação da Randon Autopeças, César Augusto Ferreira.

Para o CEO da Fras-le, Sérgio de Carvalho, a parceria é primordial para o avanço tecnológico e a garantia de qualidade no desenvolvimento de plataformas globais que credenciam as duas companhias, líderes em suas respectivas áreas de atuação, a continuarem ampliando presença no exterior.

Segundo Gomes Neto, da Marcopolo, o expertise, a tecnologia e a mão de obra de elevado padrão são importantes diferenciais que precisam e podem ser cada vez mais e melhor explorados.

“Recentemente, fomos a primeira empresa da América Latina a conquistar certificação internacional para validar carrocerias de ônibus pela norma ECE R66, o que nos colocou no patamar mais elevado do mundo em termos de concepção e projeto dos veículos em atendimento às mais Gomes Neto.

A Marcopolo registrou receita líquida de R$ 2,87 bilhões no ano passado, com crescimento de 11,7% em relação a 2016. O resultado, segundo a direção da empresa, reflete a representatividade dos seus negócios no exterior, que atingiram quase R$ 1 bilhão em 2017, o equivalente a 34,8% do seu faturamento total.


Foto: Divulgação/Randon