Por Redação |autoindustria@autoindustria.com.br

O Polo Automotivo Fiat de Betim, MG, comemorou 42 anos na segunda-feira, 9, em evento que teve a participação de dirigentes da empresa e autoridades estaduais, durante o qual foi anunciado o novo ciclo de investimento específico para o complexo mineiro e seus fornecedores, que envolve R$ 8 bilhões até 2023. O aporte faz parte do plano estratégico global anunciado pelo CEO da FCA, Sergio Marchionne, em 1º de junho.

LEIA MAIS

FCA Latam investirá R$ 14 bi até 2022

Os recursos a serem aplicados em Betim destinam-se à ampliação da gama de produtos, com o objetivo de reforçar a presença da marca em segmentos em que já é líder e em outros que ainda não atua. Segundo a FCA, Fiat Chrysler Automobiles, serão 15 lançamentos realizados a partir do Polo de Betim até 2023, entre carros novos, renovações de modelos e séries especiais.

Maior fábrica de automóveis do Grupo FCA no mundo, a unidade mineira tem capacidade instalada para produzir até 800 mil veículos por ano. Desde sua instalação em 9 de julho de 1976, a Fiat já produziu cerca de 16 milhões de veículos em Betim, dos quais 3,5 milhões foram exportadas.

A planta vem recebendo investimentos em sua modernização e conta em seu perímetro com a fábrica de motores FireFly, considerada a mais moderna do grupo no mundo.

LEIA MAIS

FCA inova em Betim com uso de robôs colaborativos

Primeira empresa do setor a se instalar fora de São Paulo, a Fiat iniciou suas atividades com mais de 80% dos fornecedores localizados no Estado vizinho, o que acarretava custos logísticos pesados. Nos anos 1990, adotou um processo que acabou sendo chamado de “mineirização”, por meio do qual alguns parceiros estratégicos investiram em instalações no seu entorno.

A fábrica passou então a operar no sistema de suprimentos Just In Time (JIT), com ganhos competitivos que permitiram à marca ganhar participação no mercado brasileiro. Atualmente, mais de 60% dos itens comprados provêm de fornecedores instalados num raio de até 150 quilômetros do polo.

 

 

 


Foto: Divulgação/FCA