Por Redação |autoindustria@autoindustria.com.br

Apesar de o início de venda do seu novo SUV no País estar programado apenas para o primeiro semestre do ano que vem, a Volkswagen vem revelando detalhes do modelo a conta-gotas e divulgou na quarta-feira, 11, novas imagens e  informações técnicas do modelo.

A gama T-Cross, que será produzida em São José dos Pinhas, PR, terá duas opções de motores com turbocompressor e injeção direta de combustível. O 1.0 TSI Total Flex atinge uma potência de até 128 cv com etanol, enquanto o 1.4 TSI Total Flex gera até 150 cv com o mesmo combustível.

O SUV brasileiro terá 1.656 mm de altura, sendo 10 mm mais alto que o europeu, que será produzido em Pamplona, na Espanha. Seu comprimento é de 4.192 mm de comprimento e a distância entre eixos do modelo, segundo a Volkswagen, é a maior do segmento: 2.649 mm, também superior (em 86 mm) à do T-Cross que será produzido na Europa.

Divulgado ao mesmo tempo na Alemanha e no Brasil, o material sobre o novo SUV da Volkswagen destaca que o T-Cross está quase pronto para a produção em série e que sua estreia mundial acontecerá no segundo semestre deste ano.

A oferta da VW no mercado brasileiro de SUVs limita-se hoje a dois modelos importados de maior porte, o Tiguan Allspace e o Touareg. Com o T-Cross, a Volkswagen quer ampliar seu púbico, atingindo famílias jovens que querem usufruir de um bom espaço interno num veículo pequeno e adequado para uso urbano.

LEIA MAIS

Pré-venda do Novo Polo teve 4 mil pedidos

Embora corra o risco de ver seu novo SUV concorrendo por aqui com outro produto da marca, o novo Polo, a montadora quer mesmo é atrair clientes de marcas concorrentes, como os do Renault Captur e do Peugeot 2008.

Construído sobre a Estratégia Modular MQB, o T-Cross brasileiro “será um dos veículos mais seguros de sua classe, com estrutura resistente a impactos, seis airbags e uma gama especialmente ampla de sistemas de assistência”, segundo informações da Volkswagen.

LEIA MAIS

SUVs dominarão o mercado brasileiro até 2020, prevê Volkwagen

Além de sensores dianteiro e traseiro para estacionamento, o T-Cross também incorpora o sistema Park Assist 3.0, que permite o estacionamento autônomo em vagas paralelas e transversais e traz agora a função de freio de manobra. Dentre outros sistemas, estão ainda os de frenagem automática pós-colisão e o de detector de fadiga.

Opcionalmente, o futuro SUV da Volkswagen trará um sistema de Infotainment com tela sensível ao toque de 8 polegadas e um cockpit digital de última geração, além de sistema de travamento e partida Keyless Access.

A ofensiva mundial da Volkswagen no segmento de SUVs iniciou-se em 2016, com a apresentação do atual Tiguan. Em 2017, na Europa, vieram o Tiguan Allspace e o T-Roc, mais compacto. No mesmo ano lançou o Atlas, desenvolvido para os Estados Unidos, e o Teramont, seu correlato chinês – ambos com sete assentos.

Neste ano, apresentou em Nova Iorque dois protótipos do Atlas, o Cross Sport (cinco assentos, próximo da versão de série) e o Tanoak (picape), e na China mostrou o novo Touareg – o SUV topo de linha da marca. Para 2020 está previsto a chegada no mercado europeu do primeiro SUV totalmente elétrico da Volkswagen: o I.D. Crozz.


Foto: Divulgação/VW