Por Redação |autoindustria@autoindustria.com.br

O mercado interno de veículos reagiu em julho. Dados da Fenabrave, Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, mostram que as vendas de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus chegaram a 217,5 mil unidades. É o melhor resultado mensal do ano. Até então abril liderava com 217,3 mil emplacamentos.

Ao longo dos primeiros sete meses de 2018 o setor acumula crescimento de 15% sobre o mesmo período do ano passado ao contabilizar 1.384.148 licenciamentos. Desse total, 1.335.746 foram de automóveis e comerciais leves, número 14,2% superior ao registrado no mesmo período de 2017.

Em julho os emplacamentos somaram 208,5 mil, 6,9% superior ao resultado de junho e 16,6% a mais do que em julho de 2017. A média diária de vendas nos 22 dias úteis do mês passado foi de 9.480 unidades, 2,6% acima dos 9.288 veículos de junho, que teve 21 dias úteis.

“Julho foi bastante positivo. A base de junho é baixa, por conta dos reflexos negativos da greve dos caminhoneiros, e ainda tivemos um dia útil a mais de vendas. Esses aspectos, somados à queda na inadimplência e o aumento da oferta de crédito, estão impulsionando o nosso setor. Contudo, as incertezas no âmbito político nacional e o forte índice de desemprego ainda deixam o setor em alerta”, comentou Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenebrave.

O mercado de caminhões manteve-se aquecido e superou  39 mil unidades no acumulado de janeiro a julho, nada menos do que 50% a mais do que em igual período do ano passado. Só no mês passado foram negociadas quase 6,7 mil unidades, 47,3% a mais do que um ano antes.

LEIA MAIS

→Reposição: mercado reduz ritmo de crescimento.

→Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi bate novo recorde de vendas

Já o segmento de ônibus acumulou 9,4 mil veículos emplacados de janeiro  a julho — 18,5% a mais —, dos quais 1.190 unidades somente em julho.

Implementos e motos — O bom desempenho do mercado de caminhões naturalmente se refletiu nos implementos rodoviários. O segmento acumulou alta de 81,3% até julho, com 24,1 mil equipamentos emplacados. No mês passado foram negociados quase 4,1 mil implementos, um salto de 89,3% sobre o resultado de igual mês do de 2017.

O segmento de ônibus acumulou 9,4 mil veículos emplacados de janeiro  a julho — 18,5% a mais —, dos quais 1.190 unidades somente em julho.

Axemplo de todos os demais segmentos, o mercado de motocicletas segue no azul em 2018. As vendas acumuladas até julho ultrapassaram  533,1 mil unidades, 7,14% de crescimento perante idêntico intervalo do ano passado. Em julho, foram emplacadas 76, 2 mil motos, resultado 3% superior ao de junho e 8,4% na comparação com julho de 2017.


Foto: Divulgação