Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

Com crescimento de 55,5% no mercado interno de ônibus e 67,5% nas exportações, a Marcopolo fechou o primeiro semestre com faturamento 43,3% superior ao do mesmo período do ano passado.

Sua receita líquida consolidada atingiu R$ 1 bilhão 856 milhões, valor que ficou em R$ 1 bilhão 296 milhões nos primeiros seis meses de 2017. O lucro líquido foi de R$ 54,3 milhões contra R$ 29,2 milhões no mesmo comparativo, crescimento de 86%.

A fabricante de ônibus de Caxias do Sul, RS, cresceu no Brasil, em unidades produzidas, acima da alta média registrada pelo mercado de ônibus (39,1%) no período. A demanda aumentou em todos os segmentos.

O crescimento foi de 10% nos urbanos, com 1.689 unidades produzidas contra 769 no primeiro semestre de 2017, com sua participação no segmento passando de 26,7% para 56,6%. Nos rodoviários, a alta foi de quase 100% (1.063 unidades contra 541).

No semestre, a Marcopolo também realizou a entrega de ônibus escolares – micros, modelos Volare e urbanos – para o programa Caminho da Escola e para a Secretaria de Educação de Minas Gerais.

O diretor-geral da Marcopolo, Francisco Gomes Neto, diz que a empresa deverá manter o ritmo de crescimento e produção também no segundo semestre: “Estamos otimistas com relação ao desempenho da indústria brasileira de ônibus, tanto no mercado interno como nas exportações. Temos expectativa de bom desempenho em todas as três marcas, Marcopolo, Neobus e Volare”.


Foto: Divulgação/Marcopolo