O programa começa, não poderia ser diferente, no Japão: os proprietários de unidades do modelo elétrico Leaf poderão trocar as baterias atuais de seus carros por outras fabricadas sob um novo programa, informa a Nissan.

Quem assim desejar, poderá entregar as baterias usadas e, mediante uma taxa, receber novas por meio da 4R Energy Corp.,  joint venture da montadora com a Sumitomo.

O raciocínio da Nissan é simples e claro: como a tendência é de que a demanda — e produção — por veículos elétricos cresça, o número de baterias usadas aumentará significativamente. O que fazer com elas?

Além de amentar a vida útilo delas, a  montadora espera que, ao recuperar as baterias e recondicioná-las, reduza também os custos de substituição do componente ao mesmo tempo que auxiliará para elevar o valor de revenda dos carros elétricos usados. 

Num primeiro momento a Nissan oferecerá baterias recondicionadas de 24 quilowatts-hora por 300 mil ienes.

Isso que é se antecipar aos fatos e a eventuais problemas .(George Guimarães)