Por Redação

A fábrica de São Bernardo do Campo (SP) esteve em festa no final de outubro com o marco de 3 milhões de motores produzidos, volume acumulado desde 1956, quando iniciou a produção de motores diesel de maneira pioneira no País. “Nossa marca introduziu o conceito diesel no Brasil, quando inaugurou a fábrica de caminhões e ônibus”, conta Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina. “Desde então não parou de aprimorar seus produtos e de inovar.”

O número alcançado foi o modelo OM 457 LA, presente nos veículos pesados da montadora. Os motores da marca equipam caminhões de todos os segmentos, dos leves aos extrapesados, como também toda a linha de chassis de ônibus urbanos e rodoviários.

Anúncio

A fábrica tem uma linha de montagem para a família OM 900, para motores de 4 e 6 cilindros com faixa de potência entre 156 e 326 cv e uma outra, para a linha OM 400 de 6 cilindros com potência entre 345 e 510 cv.

Além de equipar os produtos para o mercado nacional, os motores também abastecem sessenta países de diversos continentes e outras unidades do Grupo Daimler. Desde agosto, passou a exportar o OM 460 Euro 3 para a fábrica de Wörth, na Alemanha, para equipar os modelos Actros, Arocs e Zetros exportados para mercados da África e Oriente Médio.


Foto: Mercedes-Benz/Divulgação