O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social,  BNDES, vai facilitar a vida, por exemplo, dos mototaxistas.  A entidade aprovou financiamento de motocicletas fabricadas em território nacional por meio da linha BNDES Finame – BK Aquisição e Comercialização.

As motocicletas foram incluídas na lista de equipamentos de Fornecedores Informatizado – CFI, que reúne máquinas e equipamentos com índice de nacionalização passível de financiamento pelo banco. Os custos dos financiamentos serão: taxa de juros TLP ou SELIC, mais 1,42% de remuneração do BNDES, mais a taxa de repasse a ser negociada entre o cliente e o agente financeiro credenciado.

A instituição exemplifica que, utilizando por referência as operações Finame com microempresas, a taxa final é de aproximadamente 1,33% ao mês (17,16% ao ano).

Os mototaxitas poderão buscar crédito para adquirir seus veículos em mais de cinquenta agentes financeiros credenciados, como bancos públicos e privados, bancos das montadoras e de cooperativas, e agências de fomento. O  site da entidade   https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/instituicoes-financeiras-credenciadas/  da entidade  traz a lista de todas as intituições.

Além da nova opção de financiamento, o Cartão BNDES segue como instrumento para empreendedores adquirirem motos e equipamentos. Exclusivo para micro, pequenas e médias empresas, e empresários individuais, o cartão é linha de crédito rotativo pré-aprovado que financia bens, insumos e serviços em até 48 meses, com parcela fixa.


Foto: Divulgação/Honda