O Banco Mercedes-Benz obteve em 2019 o melhor resultado de sua história no Brasil, com números recordes nas suas áreas de atuação. A instituição alcançou R$ 5,58 bilhões em novos negócios, receita 46% superior à registrada no ano anterior, e sua carteira atingiu R$ 12,54 bilhões, alta de 30% no mesmo comparativo.

O principal destaque do ano passado ficou por conta do segmento de veículos comerciais 0 Km, que abrange caminhões, ônibus e vans e totalizou R$ 4,85 bilhões em novos financiamentos, expansão de 53% ante os R$ 3,12 bilhões no fechamento de 2018, conforme divulgado pelo presidente e CEO da instituição, Christian Schüler (foto), nesta quinta-feira, 16.

O volume mais expressivo concentrou-se nos financiamentos de caminhões, que somaram R$ 2,81 bilhões, aumento de 55% sobre 2018 (R$ 1,82 bilhão). No caso dos ônibus esse valor somou R$ 1,75 bilhão, evolução de 46%. Os negócios relativos a vans foram os que mais cresceram porcentualmente, com 78% de aumento e montante de R$ 295 milhões em 2019. Já o segmento de automóveis somou R$ 290 milhões em novos negócios.

LEIA MAIS

Banco Mercedes-Benz prorroga campanha lançada na Fenatran

Embora com participação ainda baixa, o volume de financiamentos de veículos usados cresceu expressivos 90%, atingindo R$ 165 milhões no ano passado, ante os R$ 87 milhões de 2018. Segundo o Banco Mercedes-Benz, a boa performance deve-se em grande parte devido à forte parceria com a SelecTrucks, em que o Banco Mercedes-Benz respondeu pela maior parte dos financiamentos dos caminhões comercializados em suas lojas.

Anúncio

“Os bons resultados obtidos foram impulsionados, dentre outros fatores, pelo crescimento dos segmentos de transporte de grãos, cana-de-açúcar, mineração, bebidas e comércio eletrônico, e são também fruto do esforço conjunto entre fábrica, rede de concessionários e banco em atuar com foco total nas necessidades dos clientes, com planos comerciais assertivos e taxas competitivas”, afirma Schüler.

Na Fenatran, por exemplo, o banco lançou o CDC Flexibility para veículos comerciais novos e usados, produto pioneiro na época no mercado automotivo nacional, além do CDC Decrescente, com parcelas que vão ficando menores a cada mês.

“Com o evidente interesse do mercado pelo CDC no segmento de veículos comerciais, promovemos o lançamento de dois produtos de financiamento inéditos, reforçando o nosso foco em ouvir os clientes, entender suas necessidades e propor soluções que atendam às suas demandas, aumentando o valor de sua experiência conosco”, comenta Diego Marin, diretor Comercial.