A Volkswagen Caminhões e Ônibus lembra os 25 anos da escolha de Resende (RJ) para sediar sua fábrica, um anúncio que destinava US$ 250 milhões para construção de uma unidade com capacidade para 30 mil caminhões e ônibus por ano e abertura de 2 mil vagas de emprego. Na época, 41 cidades espalhadas por nove estados disputavam o investimento.

A decisão pela cidade, resultado de um estudo técnico que consumiu 60 mil horas, promoveu o começo de um novo polo automotivo regional, hoje o segundo maior do País, com presença de 20 empresas do setor na região Sul Fluminense.

Ao longo do período, a fabricante já aplicou R$ 5,5 bilhões na unidade em cinco ciclos consecutivos, sendo o mais recente, de R$ 1,5 bilhão a ser finalizado em 2021.

Atualmente, a fábrica tem capacidade produtiva para 100 unidades/ano, emprega 4,5 mil pessoas e se prepara para introduzir nova linha de montagem para caminhões elétricos em consórcio com empresas fornecedoras, projeto no qual a empresa aplica R$ 110,8 milhões.