Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

O Conselho de Administração e Supervisão da Volkswagen decidiu rever a estrutura administrativa do grupo, a fim de melhor aproveitar as sinergias das suas unidades operacionais e acelerar a tomada de decisões na companhia. Matthias Müller renunciou ao cargo de presidente do Conselho de Administração por mútuo acordo e Herbert Diess foi nomeado seu sucessor.

Em reunião na quinta-feira, 12, o presidente do Conselho de Supervisão, Hans Dieter Pötsch, agradeceu a Müller pela sua dedicação, dizendo que o executivo realizou um excelente trabalho para o grupo desde que assumiu a presidência do Conselho de Administração no outono de 2015.

Citou, dentre outros feitos, o processo de mudança cultural iniciado por Müller, “o que garantiu ao Grupo Volkswagen não apenas permanecer no caminho certo, mas estar hoje mais robusto do que nunca”.

Devido ao significado especial da conectividade de veículos, a TI de veículos será liderada pelo próprio Herbert Diess, ficando a empresa IT sob a direção de Frank Witter, CFO do grupo, segundo comunicado da Volkswagen. Aquisição e Componentes devem ser combinados em uma unidade única daqui para frente.

Com a reorganização, Diess também dirigirá a divisão Volume, enquanto Rupert Stadler, presidente do conselho da Audi, acumulará a direção da divisão Premium e comandará as vendas do grupo. Oliver Blume, presidente do conselho da Porsche, será o responsável pela divisão Super Premium, além de assumir responsabilidade pela produção do grupo e passar a integrar seu conselho de administração.

“O objetivo do Grupo Volkswagen é o de continuar alinhando a companhia e suas marcas com as necessidades futuras, salvaguardar sua posição entre os líderes da indústria automotiva internacional com inovação e lucratividade e ser instrumento na formação da mobilidade pessoal do futuro. Herbert Diess é a pessoa certa para fazer isso”, comentou Pötsch ao falar das mudanças.

Diess, por sua vez, comentou que o Grupo Volkswagen é hoje uma união de marcas fortes e com grande potencial. “Matthias Müller lançou as bases para a nossa transformação e a minha tarefa mais importante agora será unir a nossa equipe de gestão à nossa força de trabalho para buscar e impulsionar consistentemente a nossa evolução em um provedor líder e lucrativo de mobilidade sustentável”.

O executivo também comentou que nesta fase de profunda reviravolta na indústria automotiva, “é vital que a Volkswagen atinja a velocidade e faça uma marca inconfundível na mobilidade eletrônica, na digitalização do automóvel e no transporte, bem como nos novos serviços de mobilidade”.


Foto: Divulgação/VW