Pelo resultado do encerramento de 2018, o ano passado se mostrou desafiador para Audi. As vendas acumuladas de janeiro a dezembro somaram pouco mais de 1,8 milhão de unidades, volume 3,5% menor em relação ao que foi vendido no anterior.

Em 2017, as entregas alcançaram o mesmo patamar do exercício de 2018, porém, contabilizando 65,6 mil unidades a menos, praticamente o volume mensal de vendas que a empresa costuma registrar na Europa.

“Como esperado, 2018 provou ser extremamente desafiador com a maior campanha de modelos e tecnologia na história da Audi – coincidindo com a mudança para o novo ciclo de testes WLTP” observa em nota Bram Schot, CEO e membro interino do Conselho de vendas e marketing da Audi AG. “O feedback positivo de nossos modelos mais recentes demonstra a força de nossa marca, enquanto nos preparamos para os novos desafios que virão este ano.”

Em seu maior mercado, a Europa, as entregas somaram 743,6 mil automóveis, volume que representou queda de 13,6% na comparação com o mesmo período 2017, quando as vendas alcançaram 860,6 mil unidades.

Mesmo em seu país nativo, onde concentra as maiores vendas no continente europeu, a marca das quatro argolas experimentou licenciamento menores. No ano passado, o mercado alemão absorveu 260,4 mil carros da Audi contra 294,5 mil unidades registradas no ano anterior, declínio de 11,6%.

Anúncio

No Estados Unidos, as vendas acumuladas de 2018 chegaram a 223,3 mil automóveis, volume 1,4% inferior ao anotado em 2017, de 226,5 mil unidades.

Na América Latina, tendo o México e o Brasil como os principais mercados para a Audi, as vendas recuaram 1,4%, para 14,7 mil unidades no primeiro país, e 12,2%, com 8,8 mil automóveis vendidos, no segundo.

A China foi exceção dos resultados negativos da Audi em 2018. As vendas no mercado chinês registram novo recorde com 663 mil unidades entregues, crescimento de 10,9% em relação ao desempenho de 2017, quando contabilizou 597,8 mil automóveis vendidos. De acordo com a Audi, a marca é líder na região no segmento de veículos de luxo, especialmente com modelos produzidos localmente como o A4 L e o A3, cujas vendas em 2018 cresceram 42,6%, para 163,2 mil unidades, e 12,7%, para 91,1 mil, respectivamente.

LEIA MAIS

Audi AG tem nova responsável por vendas e marketing

Audi renovará quase toda a linha em 2019


Foto: Audi/Divulgação