Montadora negociou 524 caminhões com a Raízen, maior pordutora de etanol do País

Por Alzira Rodrigues

A Raízen, principal fabricante de etanol de cana-de-açúcar do Brasil e a maior exportadora individual de açúcar de cana no mercado internacional, fechou negócio com a Mercedes-Benz envolvendo a compra de 524 caminhões para operações fora de estrada. As aquisições foram feitas por empresas que prestavam serviços para a Raízen.

mercedes axor

Modelo Axor 3344 responde por quase metade dos caminhões vendidos

“É o maior negócio feito pela Mercedes-Benz nos últimos dez anos”, comentou na quinta-feira, 25, o vice-presidente de vendas, marketing, peças e serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, Roberto Leoncini: “O expressivo volume de venda é resultado do ótimo relacionamento que mantemos com a Raízen e, neste caso, desenvolvemos e aprimoramos soluções focadas no transporte canavieiro”.

Do total negociado, 286 unidades foram do modelo Atego 2730 6×4, vendidas à Borgato, uma das maiores locadoras de equipamentos pesados do País, para uso em serviços de apoio à produção de cana-de-açúcar. As entregas do Atego começaram em abril e vão até setembro. Os outros 238 caminhões, já em operação, são unidades do extrapesado Axor 3344S 6×4, adquiridas por um pool de empresas que realizam o transporte de cana-de- açúcar para a Raízen.

Anúncio

Presente na solenidade de anúncio do recém-fechado negócio, Ivan Dobereiner, diretor agrícola corporativo da Raízen, hoje a maior exportadora individual de açúcar de cana no mercado internacional, falou da revolução que a empresa vem fazendo em sua área de transporte: “Trabalhávamos com 236 transportadoras e agora centralizamos tudo em apenas oito. O objetivo é melhorar nossas operações, otimizar os negócios e garantir melhor qualidade de vida para os motoristas que nos atendem”.

A Raízen adotou um modelo de terceirização da prestação de serviços de transporte em suas operações, mas é ela quem cuida da gestão da logística e transporte. “Somos nós quem definimos os modelos de caminhões adequados às nossas necessidades, realizamos comparativos e testes e ainda estabelecemos os procedimentos de operação dos veículos no dia a dia”, destacou Dobereiner.

Agronegócio – Segundo Leoncini, a Mercedes-Benz vem ganhando cada vez mais destaque no agronegócio: “Nossos caminhões são reconhecidamente eficientes e produtivos nas atividades de transporte do setor. Além disso, oferecemos uma ampla gama de serviços para que nossos clientes potencializem o aproveitamento de suas frotas, otimizando os custos operacionais e assegurando a rentabilidade desejada”.

A empresa, ainda de acordo com Leoncini, tem adequado seus produtos, processos e práticas de negócio às necessidades de cada um dos clientes, “tudo com base no compromisso ‘As estradas falam. A Mercedes-Benz ouve’, que tem norteado as ações da companhia”.


Foto: Divulgação/Mercedes-Benz