Por Redação

A Meritor retoma nesta terça-feira, 1, jornada integral de segunda-feira a sábado em sua fábrica de Osasco, SP, encerrando acordo coletivo com seus empregados, iniciado em 2015, que previa carga horária de trabalho reduzida, com uma média de três dias a menos por mês de produção. De acordo com a empresa, a volta à normalidade em suas linhas de produção reflete a perspectiva de retomada do mercado interno de caminhões.

Principal fornecedora de eixos e sistemas para o drivetrain de veículos comerciais na América do Sul, a Meritor afirma que produzirá nos próximos três meses volume superior ao registrado no primeiro semestre: “Desde maio vínhamos observando sinais da recuperação do mercado e do aumento da demanda, com o registro, naquele mês, de um volume de produção superior ao previsto”, informa a empresa em nota.

Adalberto Momi, diretor geral da Meritor para América do Sul, disse na ocasião que esperava uma modesta retomada do mercado interno para este ano e aumento mais sustentável das vendas só a partir de 2019. Ele acrescentou, no entanto, que a crise econômica gerou uma demanda reprimida de compra, o que deverá favorecer a retomada.

Anúncio

“Há alguns gargalos que ainda são preocupantes, como a instabilidade política, dólar instável, frota inativa nos pátios das transportadoras e a dificuldade da reação da cadeia produtiva para o aumento da produção. Contudo, as chances de retomada são grandes.”

Mesmo com as dificuldades enfrentadas pela indústria nos últimos três anos, a Meritor afirma que não deixou de investir em produtividade e eficiência. “Prova disso são os cerca de US$ 15 milhões injetados em modernização de processos produtivos na unidade industrial de Osasco”, destaca a nota.


Foto: Divulgação/Meritor