Por Alzira Rodrigues, do Rio de Janeiro | alzira@autoindustria.com.br

Produzido na Argentina, o Fiat Cronos chega ao Brasil em cinco versões, incluindo uma de entrada, a 1.3, que não é comercializada no país vizinho e aqui tem preço a partir de R$ 53.990. O modelo já está na rede de concessionárias da marca e em sua versão topo de gama, a Precision 1.8 AT6, custa R$ 69.990.

Com o lançamento do Cronos em cinco versões, a Fiat está apostando todas as suas fichas no que define como uma ousada política de preços para a sua linha de sedãs compactos no mercado brasileiro.

“O Grand Siena 1.0 baixou de R$ 54 mil para R$ 50,9 mil e o Cronos tem versões para diferentes gostos e necessidades”, destacou o diretor de marca Fiat Latam, Herlander Zola, na quinta-feira, 22, no evento de apresentação da nova linha Cronos no Rio de Janeiro, RJ.

O objetivo da empresa é conquistar no próximo ano a liderança no disputado segmento de sedãs pequenos, que recentemente ganhou um concorrente de peso, o VW Virtus, além abrigar modelos já tradicionais, como o Chevrolet Prisma, o Hyundai HB20S e o Toyota Etios.

“O Cronos não é apenas um novo carro. Ele marca o início de um novo tempo para a Fiat”, comentou o diretor de marca Fiat Latam, Herlander Zola.

Anúncio

O segmento de sedãs pequenos, segundo o executivo, vende no mercado brasileiro cerca de 30 mil unidades/ano e deve ter crescimento em 2018 similar ao do mercado como um todo, na faixa de 10% a 11%. “O mercado total de sedãs, incluindo todos os tamanhos, é o segundo mais importante do País, só perdendo para o de hatches”, comentou Zola. A Fiat prevê vender este ano no Brasil entre 25 mil a 30 mil unidades do Cronos.

Leia mais

→Produzido na Argentina, Fiat Cronos chega no fim do mês

O motor 1.3, disponível em três versões (1.3, Drive 1.3 e Drive 1.3 GSR), deve representar o maior volume de venda na linha. “Acreditamos que as versões com esse motor responderão por 65% a 70% do total a ser comercializado por aqui”, disse Zola.

A capacidade de produção da fábrica de Córdoba, na Argentina, é de 120 mil unidades/ano do Cronos. O modelo, que já está à venda no país vizinho há duas semana, também será exportado outros países da América Latina. “Chile, Colômbia e Peru vão receber o modelo ainda neste primeiro semestre”, informou Zola. “E até o fim do ano vamos cobrir toda a região”.

Além das três versões 1.3, que custam respectivamente R$ 53.990, R$ 55.990 e R$ 60.990, o Cronos conta ainda com a opção Precision 1.8 manual, a partir de R$ 62.990, e topo de linha.

O modelo básico, com motor Firefly quatro cilindros 1.3 de 109 cv de potência, tem câmbio manual de cinco marchas e vem de série com ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos (dianteiros), trava elétrica, chave com telecomando, rádio com conexões Bluetooth e USB, computador de bordo, volante com comandos de rádio e telefone, display TFT de 3,5 polegadas e alta resolução no painel de instrumentos e ajuste de altura do banco do motorista, entre outros itens. Essa é a única versão que vem sem o sistema multimídia Uconnect Touch 7 polegadas.


Fotos: Divulgação/Fiat