Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

Em assembleia realizada na manhã da quinta-feira, 19, os trabalhadores na Ford da fábrica de São Bernardo do Campo aprovaram acordo negociado pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC com a montadora que garante a estabilidade no emprego até novembro de 2019. De acordo com a entidade, o novo acordo prevê reposição da inflação na data-base da categoria em 1º de setembro e o pagamento em maio e dezembro deste ano da PLR, Participação dos Lucros e Resultados, corrigida pelo INPC.

Também ficou acertada a antecipação do pagamento da primeira parcela do 13º salário do próximo ano para fevereiro. O acordo atual envolve apenas os trabalhadores da área produtiva. Só valerá para os mensalistas, da área administrativa, após um ajuste de mão de obra a ser feita pela empresa nessa área.

Segundo o coordenador da representação sindical na empresa, José Quixabeira de Anchieta, caso a montadora anuncie novos investimentos na planta de São Bernardo haverá novas negociação e o acordo poderá ser revisto: “O acordo tranquiliza os trabalhadores, mas não o sindicato. Pautamos a estabilidade justamente porque não há investimento programado em novos produtos. Queremos ter produção no ABC por muitos anos e precisamos construir uma negociação nesse sentido”.

Anúncio

O acordo de estabilidade já vinha sendo debatido pelos trabalhadores da Ford há um ano. “Foi muito importante ter a renovação na totalidade da convenção coletiva, pois todos os direitos dos trabalhadores estão garantidos sem aplicação da reforma trabalhista. A mobilização dos trabalhadores permitiu uma boa negociação diante do momento econômico e político que estamos vivendo”, comentou o diretor executivo do sindicato e trabalhador na Ford, Alexandre Colombo, informando que atualmente a fábricapossui cerca de 3.200 trabalhadores.


Foto: Edu Guimarães/SMABC