O sistema de consórcio registra desempenho positivo em todos os segmentos veiculares. O que mais cresce no ano é o de pesados – caminhões, ônibus, tratores, implementos agrícolas e rodoviários -, com alta de 26% no total de cotas adquiridas e de 28% no valor de créditos comercializados.

Conforme dados divulgados na quarta-feira, 19, pela Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio, foram registradas 36,6 mil adesões ao sistema nos primeiros sete meses do ano e movimentados nos período mais de R$ 5,5 bilhões de créditos. O número de participantes ativos no segmento de pesados atingiu 293 mil em julho, total 6,5% superior ao registado um ano antes (275 mil).

LEIA MAIS

 

Negócios acelerados no consórcio de pesados

Motos – No caso das motocicletas, as vendas de novas cotas cresceram 14% no acumulado de janeiro a julho e os créditos comercializados subiram 12% este ano em relação ao mesmo período de 2017.

Em julho, o número de adesões bateu recorde no ano, com 86 mil novas cotas vendidas. A potencial participação das contemplações nas vendas internas de motos foi de 53,6%. Mais da metade das vendas do segmento, portanto, podem ocorrer via consórcio.

Anúncio

Nos primeiros sete meses foram negociadas 561,7 mil novas cotas de motos, ante as 491,1 mil de janeiro a julho do ano passado. No mesmo comparativo, os créditos comercializados atingiram, respectivamente, R$ 4,68 bilhões e R$ 4,18 bilhões. O número de participantes ativos no segmento de duas rodas chegou a 2,2 milhões em julho, alta de 4,8% sobre o mesmo período de 2017.

Veículos leves – As vendas de novas cotas e os créditos comercializados no caso dos automóveis e comerciais leves expandiram-se em, respectivamente, 5,4% e 4,7% no ano. Foram 647 mil adesões e R$ 26,9 bilhões negociados no segmento.

LEIA MAIS

Cresce a participação das classes A e B no sistema de consórcio

No segmento de veículos leves, a potencial participação das contemplações nas vendas do mercado interno foi de 28% no acumulado até julho, ou seja, quase 1/3 das vendas ocorreram via consórcio. O número de participantes ativos chegou a 3,6 milhões em julho. O tíquete médio no segmento teve pequena queda, baixando de R$ 43,2 mil para R$ 42 mil.


Foto: Imagem/Pixabay