Os semáforos podem estar com seus dias contados. A Ford apresentou no Reino Unido tecnologia que coloca a já centenária sequência de luzes vermelha, amarela e verde na lista da extinção.  O IPM , sigla em inglês para gerenciamento de prioridade nos cruzamentos , utiliza a comunicação veículo a veículo  e sugere a velocidade que eles devem seguir para passar nos entroncamentos com segurança sem precisar parar.

A tecnologia foi demonstrada nas ruas de Milton Keynes e é inspirada na forma como os pedestres negociam seu caminho na multidão, diminuindo ou aumentando a velocidade para evitar esbarrões.

Segundo cálculo da montadora, um motorista passa, em média, dois dias por ano esperando os semáforos abrirem. Mas mais do que esse tempo perdido e o natural consumo de combustível mais elevado, os cruzamentos são responsáveis por 60% dos acidentes de trânsito. O  IPM, assim, é também uma maneira de salvar vidas, muitas delas!

Veja o video: