A General Motors produziu na quarta-feira, 6,  o último Chevrolet Cruze em sua fábrica de Lordstown, Ohio, informaram agências internacionais. A unidade é a primeira das cinco plantas que a montadora pretende fechar na América do Norte aina no transcorrer de 2019.

Há cerca de dois anos a montadora vem  reduzindo as atividades de Lordstown: desde então, eliminou dois dos três turnos de produção e cerca de 3 mil empregos. O encerramento a priodução agora deve resultar no fim de otras 1,5 mil vagas.

Um dos motivos para o fechamento da fábrica seria a queda na demanda por carros pequenos nos Estados Unidos, como o Cruze é considerado lá – o modelo seguirá em  linha no México, mas não será mais oferecido nos Estados Unidos.

Anúncio

Os sindicatos dos trabalhadores, no entanto, ainda tentam demover a empresa da ideia de fechar a planta. A CEO da GM, Mary Barra, teria admitido que poderá prosseguir com as discussões sobre o destino do complexo que já produziu 16 milhões de veículos em 53 anos, incluindo quase 2 milhões de Cruze desde 2010.

Em novembro, Barra anunciou plano de reestruturação global da empresa que  inclui o encerramento das operações produtivas  de quatro unidades nos Estados Unidos e uma no Canadá, além de outras duas fora da América do Norte.  A montadora pretende concentrar investimentos em SUV e picapes, veículos elétricos e autônomos.


 

Foto: Divulgação/GM