A JAC Motors nem entregou ainda as primeiras unidades do utilitário esportivo iEV 40, o que deve ocorrer somente a partir do início do segundo semestre, e já tratou de anunciar a chegada de outro modelo elétrico no mercado brasileiro.

Até o fim do ano, promete a empresa do Grupo SHC, estará na rede de concessionárias o iET 1200, primeiro veículo comercial com propulsão 100% elétrica da marca no Brasil. A pré-venda já pode ser feita a partir desta quinta-feira (30). O valor sugerido é de R$ 259.900,00.

Como os demais produtos JAC, o caminhão é fabricado na China, mercado que mais incentiva a produção e o consumo da tecnologia, e responde por mais da metade de todos os automóveis e comerciais elétricos vendidos em todo o planeta.

Será o primeiro veículo de carga vendido comercialmente no Brasil e, no entender de Sérgio Habib, presidente do Grupo SHC e da JAC Motors, disputará o segmento de semileves e leves, universo da ordem de 15 mil unidades negociadas em 2018.

Com PBT de 5,8 toneladas, a ideia é que o modelo tenha aplicações sobretudo urbanas. O 1200 indicado na nomenclatura representa o torque máximo  de 1200 Nm — a sigla iET é abreviatura de Intelligent Energy Truck —equivalente, de acordo com a empresa, ao valor empregado em motores convencionais a diesel para caminhões de 25 a 30 toneladas de PBT.

Anúncio

A versão que chegará aqui será de 97 kWh e 177 cv de potência. Com uma carga total da bateria, a autonomia estimada é de 200 quilômetros. O carregamento, no modo carga lenta,  é feito em tomada de 220 volts durante 17 horas. Se a tensão for trifásica e 380 V, necessitará de apenas 2 horas.

LEIA MAIS

→JAC lança T50 e anuncia importação de picape e carro elétrico

→Grupo SHC pede recuperação judicial

Habib defende que, além do aspecto ambiental, o iET 1200 tem como outro grande atrativo o baixo custo operacional, atributo essencial para um veículo de carga. “Enquanto o caminhão movido a diesel exige um custo de R$ 150 pra rodar 200 km na cidade, iET 1200 gastará R$30!”, assegura o executivo.

Além do utilitário esportivo e agora do caminhão leve, Habib já antecipou que deve importar mais três veículos elétricos no ano que vem: a picape iEP 330, o hatch urbano iEV20 e o iEV 60, utilitário esportivo médio.


Foto: Divulgação/JAC