A Triumph emplacou no ano passado total de 5.321 motocicletas, o que representou resultado recorde da marca no mercado brasileiro e expansão de 21% sobre 2018, ante crescimento médio de 16% das vendas do segmento no qual atua, o de modelos acima de 500cc.

A meta da empresa para 2020 é a de crescer pelo menos mais 10%, atingindo algo próximo de 6 mil unidades. “Para seguir nesse ritmo de expansão, a Triumph já prepara novidades para o consumidor, incluindo o lançamento em 2020 de um novo programa de financiamento das suas motos”, revela Renato Fabrini, gerente geral da Triumph.

Segundo o executivo, o otimismo para este ano deve-se a vários fatores, dentre os quais a chegada de novos produtos, a abertura de novas concessionárias em regiões ainda não exploradas pela marca e a própria retomada do crescimento do mercado de motocicletas no Brasil. Atualmente a fabricante conta com 18 revendas no País.

A Triumph programa para 2020 o lançamento de pelo menos quatro motos, duas das quais já foram expostas no Salão Duas Rodas: a Street Triple RS e a Rocket 3 R. No caso dessa última, já foram reservadas 103 unidades pelo sistema de pré-venda.

Anúncio

Com fábrica em Manaus, AM, há apenas 7 anos, a empresa destaca outro dado importante da marca no mercado brasileiro. Sua participação no segmento acima de 500 cc atingiu 14,1% em 2019, índice que só perde para o registrado no seu país sede, a Inglaterra, onde registrou market share de 15,9%.

“A aceitação da marca Triumph e a sua notoriedade no mercado brasileiro são realmente surpreendentes, refletindo, principalmente, um trabalho duro e criativo de toda a nossa rede de concessionários”, avalia Fabrini.

A motocicleta Triumph mais vendida no Brasil em 2019 foi a Tiger 800, com 2.835 unidades. O modelo pertence ao segmento Adventure, que responde por 75% do volume total comercializado pela marca no País, seguido pelas Clássicas, com 20%, e pelas Roadsters, com 5%.


Foto: Divulgação/Triumph