Como parte de seu projeto de oferecer 18 novos modelos híbridos e elétricos no mercado europeu até 2021, a Ford fez nesta semana a primeira exibição pública do Mustang Mach-E naquele continente, abrindo o roadshow que vai percorrer vários países para apresentar a nova linha de veículos eletrificados da marca.

Denominado Go Electric,  o evento começou pelo Reino Unido, onde o SUV rodará por seis meses, e na sequência seguirá para a França, Alemanha, Holanda e outros países. Além de prometer novos modelos elétricos, a Ford promete oferecer novas opções de estações públicas e domésticas de recarga.

Segundo a montadora, o Mustang Mach-E europeu traz características específicas para atender os consumidores locais, incluindo os ajustes de suspensão, direção, controle eletrônico de estabilidade e tração nas quatro rodas. O SUV elétrico tem autonomia de até 600 quilômetros, de acordo com o padrão WLTP (World Harmonised Light Vehicle Test Procedure), quando equipado com bateria de longo alcance e tração traseira. Essa opção, de acordo com a Ford, é a escolhida por 85% dos clientes na pré-reserva do veículo.

LEIA MAIS

FCA terá elétricos e híbridos no Brasil a partir do fim do ano

Anúncio

Renault promete nova ofensiva em elétricos este ano

“Com o Mustang Mach-E estamos tornando a eletrificação mais emocionante”, disse Roelant de Waard, vice-presidente de marketing, vendas e serviços da Ford Europa. “Este é o Mustang para uma nova geração – e o primeiro que os clientes podem pedir, configurar, pesonalizar e até agendar a entrega on-line.”

A Ford tem por meta oferecer uma versão elértrica em todas as suas linhas de veículos na Europa, prometendo, entre outros, o híbrido leve Ford Puma, de 48 volts, o híbrido total Mondeo Hybrid e a van híbrida plug-in Transit Custom (recarregada pelo motor a combustão ou na tomada), além do Mustang Mach-E totalmente elétrico.

A expectativa da marca é que, até 2022, os modelos elétricos representem mais da metade das vendas de veículos de passageiros da marca na Europa, atingindo um total de 1 milhão de unidades.


Foto: Divulgação/Ford