Criada em novembro de 2017 a partir de parceria da empresa brasileira com a fabricante chinesa, a Caoa Chery realizou na semana passada a sua primeira exportação de veículos fabricados no Brasil para países do Mercosul. O negócio pioneiro envolve o envio de dez unidades do Tiggo 2 para o Paraguai.

Segundo a empresa, o modelo foi escolhido por atender às exigências do consumidor paraguaio, “que deseja carros com design atraente, ótima dirigibilidade, excelente custo-benefício e por atender às legislações veiculares estabelecidas pelo governo daquele país”.

 

Marcio Alfonso, CEO da Caoa Chery, diz que a empresa está agora estrutura para iniciar suas exportações a partir do Brasil. “Vale destacar que a Chery está presente no Paraguai há muitos anos, mas esta é a primeira vez que nós exportamos para lá”.

Anúncio

Sem revelar números, o executivo disse que a expectativa é a de aumentar gradativamente a exportação de modelos feitos na fábricas brasileiras e atingir outros países do Mercosul e da América Latina: “O objetivo é ampliar nossa presença em outros países ainda em 2020 e criar assim um perfil exportador para nossa marca”.

Equipado com motor 1.5 Flex, o SUV Tiggo 2 tem opção de câmbio manual ou automático, sendo oferecido nas versões Look e ACT.

Montadora 100% nacional, a Caoa Chery produz atualmente os SUV’s Tiggo 5X e Tiggo7 na planta de Anápolis, GO, e os modelos Tiggo 2 e Arrizo 5 em Jacareí, SP. Também comercializa no mercado brasileiro o Arrizo 5e, modelo elétrico, importado da China.


Foto: Divulgação/Caoa Chery