Em ano marcado pela pandemia, a FCA, Fiat Chrysler Automóveis, ampliou participação na América Latina e reforçou sua liderança no mercado automotivo local. Com 502 mil emplacamentos, a empresa que tem a Fiat e a Jeep como suas principais marcas avançou 2,9 pontos porcentuais na região (excluindo México), ampliando sua participação de 13,6% em 2019 para 16,5% em 2020.

Segundo a fabricante, o bom desempenho no mercado brasileiro, com 433,6 mil unidades licenciadas e 22,2% de market share no País,  foi decisivo para o resultado final na América Latina. A capacidade de reação das vendas na Argentina também contribuiu para o resultado favorável no ano passado. No país vizinho, a FCA evoluiu 2,8 pontos porcentuais em participação.

Em dezembro, particularmente, a FCA teve excelentes resultados no Brasil e na região. O Jeep Renegade bateu recorde de vendas, com 7.878 unidades comercializados, alcançando a expressiva marca de 300 mil unidades emplacadas no mercado brasileiro desde o seu lançamento há 5 anos.

A empresa emplacou no último mês do ano 54,8 mil unidades – 39,7 mil unidades da marca Fiat e 14,9 mil da Jeep -, atingindo fatia de 23,6% nas vendas totais do setor. No ano, marca Fiat contabilizou 321,7 mil emplacamentos, com 16,5% de participação de mercado, enquanto a Jeep ultrapassou o patamar de 110 mil veículos, com fatia de 5,7%.

LEIA MAIS

FCA emplaca quatro modelos entre os 10 mais vendidos no País

Anúncio

Estoque de veículos é o mais baixo em 16 anos

Conforme já publicado pelo AutoIndústria, a FCA teve quatro modelos entre os dez mais vendidos no Brasil: a picape Fiat Strada, com mais de 80 mil unidades vendidas, Fiat Argo, com 66 mil unidades, Jeep Renegade (57 mil) e Fiat (54 mil).

Segundo a FCA, a Fiat foi a marca que mais cresceu no mercado brasileiro no ano passado, avançando 2,7 pontos percentuais em market share. Ante queda de 26% nas vendas totais de automóveis e comerciais leves, a Strada conseguiu expandir em 4,9% seu volume físico, superando 80 mil unidades comercializadas em 2020. O mesmo ocorreu no segmento de vans, no qual a Fiat encerrou o ano com 46,2% de vendas e a liderança do segmento.

“O lançamento da nova Strada e o reposicionamento da marca nos trouxeram resultados excepcionais, levando a Fiat à liderança de mercado no último trimestre, com 18% de participação”, destacou Herlander Zola, diretor do brand Fiat para a América Latina e operações comerciais Brasil. “Posicionamos três carros no ranking dos dez mais e mantivemos uma parceria consistente com nossa rede de concessionárias, que se demonstrou essencial para a superação dos momentos difíceis do ano”.


Foto: Divyulgação/FCA