Até dezembro, espera a Anav, Associação Nacional de Empresas de Aluguel de Veículos e Gestão de Frotas, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo votará proposta orçamentária que contempla redução da alíquota do IPVA das locadoras de veículos para 1%.

A iniciativa do governo estadual, afirma a entidade, surgiu após duas rodadas de conversações da entidade com o vice-governador Rodrigo Garcia e  prevê a extensão do benefício também para 2023 e 2024. Segundo Paulo Saab, presidente da Anav, o governo objetiva estimular o aumento da frota de locadoras de veículos registrada no Estado, elevando consequentemente a arrecadação.

“A redução do imposto é um importante estímulo para o nosso segmento. O governo entendeu que desta maneira é possível oferecer melhores condições para a geração de negócios no Estado, permitido que novos recursos possam ser reinvestidos na região”, avalia Saab.

As locadoras lembram ainda que o crescimento registro de veículos de aluguel em São Paulo pode aumentar ainda a arrecadação de ICMS, Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços. Atualmente, carros fabricados no Estado e licenciados em outras unidades da federação têm a alíquota do imposto dividida

Anúncio

Outro potencial benefício para o Estado é a revenda dos veículos de empresas de aluguel e gestão de frota, apontam as empresas. Como os clientes têm preferência por veículos mais novos, o tempo médio de um carro de locação para pessoas físicas é de 20 meses. Após este período, eles são desmobilizados e reinseridos no mercado local, passando a recolher as alíquota normal de IPVA, de 4%.

LEIA MAIS

→ Motoristas de aplicativos devolvem 30 mil carros para locadoras

→ Maioria das montadoras deixa de aceitar pedidos de locadoras


Foto: Divulgação