Chamada envolve modelos com motores de seis e oito cilindros

No carrossel mundial de recalls de todas as ordens, agora é a vez da Audi ganhar os holofotes. A montadora alemã relacionou nesta sexta-feira, 21, nada menos do que 850 mil veículos que deverão ser levados a concessionárias da marca  para atualização do software de controle de emissões de poluentes.

O recall atinge modelos dotados de motores a diesel em V de seis e oito cilindros – Euro 5 e Euro 6 – é está sendo  oferecido ainda a produtos da Porsche e Volkswagen – outras duas marcas do conglomerado automotivo – que também os utilizam. Segundo agências internacionais, trata-se de tentativa da empresa de evitar eventuais proibições de circulação desses veículos no futuro.

O governo alemão e os fabricantes fecharam acordo para resgatar a imagem dos motores a diesel, fortemente abalada após o escândalo mundial envolvendo carros e picapes da Volkswagen e que passou a ser conhecido como Dieselgate. O plano deverá ser divulgado no início do mês que vem, em uma cúpula sobre o tema.

Só na Alemanha, calculam especialistas, os custos desse movimento chegarão a cerca de € 2 bilhões, com a indústria automobilística concordando em gastar cerca de € 100 por carro.


Foto: Divulgação/Audi