Fabricantes de caminhões, como MAN e Volvo, atacam na ponta do consumo para escoar estoque

Por Redação

Com as vendas de caminhões ainda em queda – fechou o primeiro semestre registrando declínio de 16% em relação ao mesmo período do ano passado, para pouco mais 21,4 mil unidades – a linha de frente do consumo fica com um problemão nas mãos ou melhor no showroom. Na situação atual a criatividade pode fazer a diferença.

Inicialmente para valer durante os meses de maio e junho, ação da MAN Latin America Vem que tem negócio: Seu caminhão já está mão, foi postergada para até 31 de julho em virtude dos resultados positivos que a empresa tem obtido. O programa é uma ação de varejo inédita no país, na qual o transportador, por meio do hot específico ofertasvemquetemnegocio.com.br tem acesso ao estoque da concessionária mais convenientes a ele.

“Essa é a mais longa e profunda crise que passamos e transportador não costuma visitar a rede”, observa Ricardo Alouche, vice-presidente de vendas, marketing e pós-vendas da MAN Latin America. “E temos necessidade de escoar o estoque sem possibilidade de baixar preços, pois eles estão defasados desde 2012 com a virada da tecnologia para Euro 5”.

De acordo com o Alouche, a ação foi criada tanto para incentivar a rede a virar o seu estoque e, consequentemente, possibilidade trazer produto mais novo para dentro das concessionárias quanto para facilitar a compra ao consumidor. “Depois de escolher produto disponível e loja é o vendedor que vai até o interessado.”

Anúncio

A promoção é uma parceria com o Banco Volkswagen e para ela foi estabelecida condição específica como supervalorização do usado, 20% de entrada e saldo de 48 meses com taxa de 0,99% ao mês. Com a compra efetivada, o comprador leva na faixa conexão w-fi no caminhão por um ano.

Segundo o executivo, no período inicial o site recebeu mais de 400 mil visitantes, 160 mil por links patrocinados e outros mais de 500 mil pelo Facebook. “Em 60 dias de campanha tivemos registramos 4.500 cadastros, um resultado superior às nossas expectativas. E julho vem apresentando a mesma tendência.”

Alouche ainda não consegue contabilizar as vendas que se concretizaram, “diferentemente do automóvel, a venda do caminhão leva de 40 a 60 dias para aparecer, levando em conta faturamento e implementação”. O vice-presidente de vendas, no entanto, espera apurar 20% a mais de negócio ao longo do período da campanha.

Também ação exclusiva com banco próprio e semelhante à campanha da MAN, também a Volvo Caminhões segue seara no varejo para alavancar vendas de linha de semipesados VM. Até 31 de julho o interessado pode acertar financiamento de 48 meses com 20% de entrada, taxa de 0,99% ao mês e leva gratuitamente o câmbio I-Shift.

A campanha da fabricante de Curitiba (PR), no entanto, prevê parcela balão de 20% quitada no final do plano a partir de três possibilidades: pagamento integral, refinanciamento em 24 meses ou com a troca do caminhão por um novo.


Fotos: MAN Latin America