Por Redação

A contribuição da Mitsubishi Motors na Aliança Renault-Nissan começa a mostrar resultados. Ao contabilizar os números da montadora japonesa, de 495.000 unidades vendidas, a companhia registrou aumento de 7% em suas vendas globais no primeiro semestre de 2017, para 5,27 milhões de veículos negociados. De acordo com a empresa, o desempenho estabelece um crescimento recorde para o período de seis meses.

O resultado do primeiro semestre também consolida a liderança da companhia em veículos elétricos ao alcançar 481.151 unidades licenciadas. O crescimento se deve às vendas do Nissan Leaf, Renault ZOE – o mais vendido na Europa – e Mitsubishi o-Miev.

“Continuaremos a alavancar nossas economias em escala e presença no mercado global para oferecer valiosas sinergias para nossas empresas, mantendo uma linha de produtos fortemente tecnológica e oferecendo aos clientes modelos elétricos inovadores”, disse em comunicado Carlos Ghosn, presidente mundial da Aliança Renault-Nissan. “Nossa Aliança, agora ampliada com a Mitsubishi, está bem colocada para entregar todo o seu potencial, não só em termos de volume, mas também para oferecer serviços de mobilidade de última geração a clientes em todo o mundo.”

Somente o Grupo Renault vendeu no primeiro semestre 1,88 milhão de veículos, crescimento de 10,4% sobre o resultado de um ano antes. No período a Nissan negociou 2,9 milhões de veículos, alta de 5,6% na comparação com os seis primeiros meses do ano passado. Destaque para os mercados do Japão e da Europa, onde a marca registrou crescimentos de 22,9% e 5,7%, respectivamente.

As 495.000 unidades vendidas pela Mitsubishi no primeiro semestre representaram alta de 2,4% na comparação com o desempenho de um ano antes.

Anúncio

10 primeiros mercados no primeiro semestre de 2017

Grupo RenaultNissanMitsubishi Motors

 

1FrançaEUAEUA
2RússiaChinaChina
3ItáliaJapãoJapão
4AlemanhaMéxicoAustrália
5EspanhaReino UnidoFilipinas
6TurquiaCanadáIndonésia
7BrasilRússiaTailândia
8IrãFrançaAlemanha
9Reino UnidoItáliaReino Unido
10ArgentinaAlemanhaEmirados Árabes

Foto: Divulgação/Nissan