Por Redação

Pela disposição do que vem sendo anunciado por diversos fabricantes e pelo muito que já se viu em 2017 em mostras internacionais como o Salão de Frankurt, Alemanha, aberto ao público ontem e que segue até o próximo dia 24, apresentações e lançamentos de veículos elétricos e híbridos se tornarão lugar comum daqui até o fim da década.

Será quase rotina, já que, conforme afirmado em painel sobre os veículos das próximas gerações no XXV Simea, Simpósio Internacional de Engenharia Automotiva, realizado esta semana em São Paulo, são aguardadas mais de duas centenas de produtos para o segmento até 2020 em todo o mundo. Muito em função da disposição da China, maior mercado mundial de veículos, de incentivar o consumo dessas tecnologias.

Em Frankfurt, em maior o meu grau, veículos híbridos e elétricos ocupam importantes área dos estandes de vários expositores. Alguns fazem da mostra alemã palco de projetos que de conceito têm apenas o título, já que claramente antecipam passos bem próximos que devem ser dados,se não no próximo triênio, com certeza até a metade da próxima década.

É claramente o caso da Honda. A montadora  japonesa exibe  o  Conceito Urban EV, modelo elétrico que, afirma a própria fabricante, “estabelece a direção para a tecnologia e design que aparecerão num futuro modelo de produção”.

 

Tela panorâmica se estende até as portas, onde cumpre papel de retrovisores externos

 

Anúncio

Para revelar mundialmente o projeto, a empresa deslocou do Japão até mesmo seu CEO, Takahiro Hachigo,  o que sinaliza bem sua importância dentro da estratégia global. “Esta não é a visão de um futuro distante: uma versão de produção deste carro estará aqui na Europa em 2019”, assegurou.

Sem grandes rebuscamentos na carroceria, o modelo é ligeiramente menor do que o Fit e acomoda quatro pessoas em dois bancos. O acesso se dá por portas com  aberturas invertidas. Os cintos de seguranças para os ocupantes do banco de trás são fixados na porção central, o que permite que o dispositivo se retraia antes que o passageiro saia do carro.

Destaque merecido é o painel, que dispõe de tela panorâmica que vai de uma lateral a outra, estendendo-se inclusive pelas portas, onde cumpre a função dos espelhos retrovisores.

O modelo, concebido sobre uma plataforma exclusiva para veículos elétricos, é equipado com o que a montadora chama de Assistente de Rede Automatizado, sistema que “aprende” os hábitos dos motoristas, suas decisões e emoções e os leva em consideração para fazer novas escolhas e recomendações.


Fotos: Divulgação Honda