Por Redação

Sergio Habib, presidente da JAC Motors Brasil, em reunião na tarde de segunda-feira, 18 de dezembro, com o governador de Goiás, Marconi Perillo, apresentou projeto de instalação de uma fábrica de automóveis no Estado.

De acordo com o comunicado divulgado à imprensa, o local exato ainda não foi definido. Mas tudo leva a crer que a empresa ocupará o galpão onde era produzido o jipinho Suzuki Jimny, em Itumbiara, operação transferida em 2015 para a fábrica de Catalão (GO), unidade na qual o Grupo HPE (ex-MMC) também monta veículos Mitsubishi. “Itumbiara está sendo tratada como uma possibilidade. Mas não está nada fechado”, diz resposta da assessoria de imprensa da JAC ao ser questionada.

Segundo a representante da marca chinesa no País, será aplicado no empreendimento R$ 200 milhões com geração de 820 empregos diretos e indiretos. Na futura linha de montagem, com capacidade para 35 mil unidades/ano, serão produzidos em regime de CKD dois utilitários esportivos, o T40 e um novo modelo, ainda não revelado, mas que se especula ser o T5. A estimativa para o início da produção é dentro de dois anos. De acordo com nota, a fábrica já cumprirá em seu primeiro ano de atividade oito etapas do processo produtivo.

jac t40

Anúncio

Camaçari – O capítulo Goiás é mais um da série da empresa em sua intenção em produzir no País. O Grupo SHC, detentor dos negócios da JAC no Brasil, chegou a anunciar em 2011 investimento de R$ 900 milhões para a construção de uma unidade em Camaçari (BA) para produzir 100 mil veículos/ano. Na época, 80% do recurso seria aplicado pelo grupo brasileiro e o restante pela JAC da China.

Tudo indicava que o empreendimento iria para frente, com assentamento de pedra fundamental, em 2012, e até o enterro de um J3 com cápsula do tempo no local onde seria a fábrica. Com a crise os planos da empresa recuaram. Em 2016, a JAC anunciou R$ 200 milhões para produzir 20 mil automóveis por ano na Bahia a partir de 2017 e, mais uma vez frustrados.

“Jamais deixamos de trabalhar para a implantação de nossa fábrica no Brasil, tanto que uma fração do investimento total vem sendo aplicada no desenvolvimento dos modelos e nossos entendimentos com o MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio) têm sido frequentes”, resume em nota o presidente da JAC Motors Brasil.


Foto: JAC/AutoIndústria