Por Redação

Na contramão do mercado de duas rodas, que teve retração em 2017, a Harley-Davidson conseguiu ampliar produção e participação no ano passado. A montadora fabricou total de 5.295 unidades em sua unidade industrial de Manaus, AM, registrando crescimento de 12,2% em relação às 4.719 produzidas em 2016.

De acordo com nota da empresa, a marca teve participação de 17,6% no mercado de motos acima de 600 cc no ano passado, 3,9 pontos porcentuais acima dos 13,7% que detinha em 2016. Especificamente em dezembro, o modelo H-DB conquistou o primeiro lugar no ranking do segmento, com 21% de market share.

“Fomos uma das poucas marcas do setor a registrar aumento de participação em 2017”, informa em nota. O bom desempenho é atribuído pela Harley-Davidson ao lançamento da linha 2018 que, com novos modelos e uma família de motocicletas totalmente renovada, começou a ser vendida em dezembro e contribuiu para alavancou os números do ano.

A Harley-Davidson Motor Company vai lançar 100 novos modelos em todo o mundo nos próximos dez anos. A empresa não especifica a sua estratégia de lançamentos no Brasil, mas garante que “a marca continua apostando a longo prazo no País, por ser uma referência de mercado com grande potencial de crescimento, assim como todo o continente latino-americano”.

Anúncio

Em nota, garante que “a marca tem uma operação local sólida no Brasil e isso dá base para que os desafios comerciais sejam enfrentados independentemente de qualquer crise”.

Dentre as estratégias adotadas para crescimento no mercado brasileiro, a Harley-Davidson lançou o Harley Own, uma modalidade de compra exclusiva para as motocicletas da linha 2018, ideal para novos e também atuais clientes que desejam adquirir uma motocicleta nova a cada dois ou três anos.

O cliente paga uma entrada a partir de 30% do valor da moto e pode realizar o pagamento do restante em 23, 29 ou 35 parcelas iguais, sendo que a última equivale a 50% do valor da moto. O plano oferece recompra garantida em contrato, com pagamento de, no mínimo, 50% do valor da nota fiscal.


Foto: Divulgação/Harley-Davidson