Por Redação

O Plano Push to Pass do Groupe PSA segue firme com sua ofensiva de lançar mais de 120 veículos no mercado mundial até 2021. Depopis de diversos produtos em 2017, esta semana, por exemplo, o conglomerado francês revelou uma nova nova geração de monovolumes.

São três modelos para três marcas do grupo Peugeot, Citroën e a recém-adiquirida Opel-Vauxhall. Fabricados sobre uma nova plataforma, batizada de  EMP2, são produzidos nas unidades industriais da empresa em Vigo, na Espanha, e Mangualde, em Portugal. O lançamento oficial de cada um deles, afirma a montadora, acontecerá nas próximas semanas, embora o modelo da Citroën já seja de conhecimento público.

Os monovolumes perderam espaço no Brasil, onde já tiveram participação de mercado destacada na primeira década deste século, mas continuam como importante papel no mercado europeu.

Tanto que, a rigor, a PSA contará não apenas com três, mas seis novos monolumes, já que cada um deles terá versões para cinco ou sete ocupantes. Isso apenas no caso das versões de passeio, já que, como  sempre ocorreu com Peugeot Partner e Citroën Berlingo — nomes que serão mantidos, assim como o Como no caso do modelo Opel — disporá de versões de carga, uma quase obrigatoriedade nas estreitas ruas europeias.

Veículo utilitários leves, alías, formam um forte pilar de atuação da PSA e terão papel preponderante em seus planos de crescimento em várias regiões do mundo.  No ano passado a empresa  apresentou os Peugeot Expert e Citroën Jumpy, que já são inclusive montados no Uruguai e vendidos aqui, para ao menos sustentar a participação de mercado do grupo na Europa da ordem de 20%, calcada muito também no desempenho mercadológico de Partner e  Berlingo .

Anúncio

Seguindo a estratégia adotada desde sempre entre Peugeot e Citroën, os novos modelos terão identidade absolutamente distintas, seja em decorrência do estilo e desenho das carrocerias ou mesmo do acabamento interno.

Leia mais

→ PSA tem recorde de vendas de utilitários na América Latina

→ Grupo PSA unifica gestão no Brasil

→ PSA inicia montagem de dois utilitários no Uruguai

“É também uma ilustração concreta de nosso plano Push to Pass: a partir de uma base comum, apresentamos modelos bastante diferenciados e perfeitamente inseridos no DNA de cada uma de nossas marcas ”, afirma Olivier Bourges, vice-presidente executivo de programas e estratégia da montadora.

A PSA assegura que, para produzir os monovolumes, as fábricas espanhola e portuguesa passaram por atualizações tecnológicas no sentido de enquadrá-las no conceito 4.0. Devem adotar também mais um turno de trabalho nos próximos meses: o quarto em Vigo e o terceiro em Mangualde.

Na América do Sul… — Por enquanto, nada de oficial. Mas é quase certo que os novos Peugeot Partner e Citroën Berlingo devem ser fabricados em breve na Argentina, base produtiva da atual e das gerações anteriores.

Afinal também, Frédéric Chapuis, diretor da divisão de veículos utilitários na América do Sul, projeta crescimento de 20% das vendas da empresa no segmento este ano na região e justificou:

“Teremos diversos lançamentos importantes de produtos, até disponibilizarmos para nossos clientes uma gama completa de utilitários pequenos, médios e grandes em todos nossos mercados da região”.


Foto: Divulgação/ PSA