Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

A marca foi alcançada oficialmente nesta terça-feira, 27, quando a chamada Unidade Mecânica da fábrica do Groupe PSA em Porto Real (RJ), mais conhecida como UMPR, completou seu motor número 2 milhões nacional. Foi um EC5 1.6l, que equipa os também nacionais Citroën C3 e Aircross e os Peugeot 208 e 2008, além dos argentinos Citroën Berlingo e C4 Lounge e os Peugeot Partner, 308 e 408.

A planta, inaugurada em 2002 — então com capacidade produtiva anual para apenas 50 mil unidades —, pode produzir, em três turnos, até 265 mil motores por ano. São aproximadamente duzentos funcionários na montagem e na unidade de usinagem, responsável pela produção de blocos e cabeçotes de alumínio.

De lá saíram no ano passado 92,6 mil motores, melhor resultado desde 2014. Hoje a unidade opera em um turno globalmente, mas em três nas áreas de usinagem e blocos, e faz diariamente 425 motores, boa parte para a Argentina e, no caso dos blocos, também para a França.

Para mais do que quintuplicar a sua capacidade produtiva de motores, a operação brasileira da PSA tem investido na modernização e expansão de áreas vitais da planta. A mais recente intervenção, em 2017, consumiu R$ 13 milhões e ampliou o fôlego da linha de produção dos blocos e cabeçotes.

Leia mais

→PSA tem lucro na América Latina pelo terceiro ano consecutivo

Anúncio

→Citroën produzirá Cactus em Porto Real no segundo semestre

A empresa encaminha agora obras de cerca de R$ 43 milhões em linha de virabrequins, cujo início de operação está previsto para julho e que já tem como certa a exportação de parte da produção para a operação da PSA no  Marrocos.

Eduardo Chaves, diretor do Polo Industrial Brasil, complexo formado pela planta de veículos e pela própria UMPR, assegura que a fábrica de motores já está muito próxima do modelo de “Fábrica Excelente”, o padrão de melhor desempenho estabelecido para todas as plantas da PSA no mundo.

“Contamos com modernos processos que nos possibilitam adaptar nosso volume de produção sem a necessidade de ampliação de nossa superfície física”, exemplifica o executivo.

“Nossos investimentos na UMPR mostram o quanto estamos priorizando a integração local dos componentes de nossos motores e essa marca de 2 milhões se soma a outra que atingimos em 2017, de 1,5 milhão de veículos aqui também fabricados”, enfatiza Fabricio Biondo, vice-presidente de Comunicação, Relações Externas e Digital do Groupe PSA para a América Latina, que recorda que  Porto Real segue também se preparando para produzir o Cactus, utilitário esportivo da Citroën que chegará no segundo semestre.


Foto: Divulgação/PSA