Por Alzira Rodrigues | alzira@autoindustria.com.br

A indústria de autopeças iniciou o ano com excelentes resultados. Conforme pesquisa conjuntural divulgada na terça-feira, 27, pelo Sindipeças, o crescimento de dois dígitos no início de 2018, maior que o esperado, “revelou excepcional dinamismo para o setor”. O faturamento líquido dos fabricantes de autopeças em janeiro cresceu 25,1% frente a dezembro e expressivos 31,4% no comparativo com o primeiro mês do ano passado.

Segundo o Sindipeças, até era esperada uma alta sobre dezembro, devido ao menor número de dias úteis do mês, mas não tão elevada como a registrada em sua pesquisa conjuntural. Para a variação acumulada em 12 meses, o crescimento do faturamento atingiu 23,4%. A performance demonstrada pelas autopeças reflete, de acordo com a pesquisa da entidade, os bons números da indústria automobilística no ano passado e início do atual.

Leia mais

Produção de veículos tem melhor janeiro desde 2014

Sindipeças aposta em alta de 9% nas exportações

Anúncio

As vendas para as montadoras, que respondem por 61% dos negócios do setor, avançaram 24,5% frente a dezembro, 33,7% no comparativo com janeiro de 2017 e 33,4% no acumulado em 12 meses. O canal da reposição teve altas de, respectivamente, 27,8%, 21,1% e 9,7%. “Esse mercado, que vivenciou momento positivo nos anos de crise, tem preservado o crescimento, embora a taxas decrescentes devido ao aumento das negociações com veículos novos”, destaca o Sindipeças.

As vendas intrassetoriais, por sua vez, tiveram crescimento da ordem de dois dígitos em todas as bases de comparação: 30,1% na comparação mensal, 25,4% na passagem interanual e 19,7% no acumulado em 12 meses. Já as exportações, em dólar, tiveram avanços de 26,9% na comparação mensal e de 32,2% em termos interanuais.

A conquista de novos mercados pela indústria brasileira de autopeças tem sido decisiva, segundo o Sindipeças, para a melhoria dos negócios no Exterior. Com os bons números do mês, janeiro fechou com o uso de capacidade atingindo 67% – em dezembro ficou em 63%.

Leia mais

Sindipeças incrementa ações na área externa

“Note-se que esses resultados se perfilam com a geração de empregos no setor, cuja variação foi de 2,6% frente a dezembro”, ressalta o Sindipeças no seu relatório de pesquisa conjuntural. “A comparação com janeiro de 2017 mostra evolução de 17% e na variação acumulada em 12 meses, de 12%. A recuperação do mercado de trabalho é mais um elemento que permite identificar a retomada do setor”.


Foto: Divulgação/Delphi