Por Alzira Rodrigues | alzira@autoindustria.com.br

A Siemens PLM realizou nesta semana em São Paulo, entre os dias 12 e 14 de junho, o Simcenter Users Meeting, evento voltado para a área de simulação e testes dentro dos conceitos da Indústria 4.0, amplamente norteados pela
digitalização. Allyson Faria, diretor de marketing da Siemens PLM para a América Latina, concedeu uma entrevista ao AutoIndústria sobre os reflexos da disseminação da Indústria 4.0 nos negócios da empresa e os resultados obtidos no encontro realizado na capital paulista.

A demanda por produtos e serviços da Siemens PLM Software tem crescido a partir dos investimentos das montadoras rumo à Indústria 4.0?

O movimento nesse sentido começou pelas montadoras e hoje já atinge outros segmentos, dentre os quais as indústrias de peças, aeroespacial, calçadista, de equipamentos pesados e eletrônicos. Nesse contexto, a Siemens PLM oferece o suporte necessário para as empresas atingirem seus objetivos rumo à Indústria 4.0.

A empresa tem treinamentos específicos para o setor automotivo?

Sim, prestamos serviços de treinamento para todos os nossos clientes, tanto nas instalações deles como nas nossas. São treinamentos de soluções e produtos, desenhados para atender as necessidades individuais de cada um deles.

Como o senhor definiria a principal contribuição da Siemens no contexto Indústria 4.0?

Nossas soluções estão ao alcance dos executivos e técnicos em todos os segmentos. Vemos que, há décadas, as indústrias nacionais estão mecanizadas e têm a capacidade de realizar a produção em massa de forma automatizada. Nossa contribuição será conectar essas máquinas, tornando-as inteligentes. Com as nossas soluções é possível integrar sistemas físicos e cibernéticos, recebendo informações em tempo real e promovendo as adequações necessárias para a otimização do trabalho.

Anúncio

Quais são os principais softwares oferecidos pela empresa?

Desenvolvemos uma Plataforma de Inovação Digital, um conjunto de soluções conectadas em um hub colaborativo que capacita e permite a toda a empresa contribuir com o processo de inovação. Nossas principais ofertas hoje para o mercado vão desde soluções para desenvolvimento 3D, eletrônica, software embarcado, simulação, testes, software para manufatura e SolidEdge para desenvolvimento 3D, o portfólio Simcenter para Simulação e Testes, portfólio Teamcenter para colaboração e gerenciamento do ciclo de vida do produto e a linha Tecnomatix para manufatura.

A empresa desenvolve softwares em conjunto com as montadoras?

Na verdade, escutamos as necessidades de nossos clientes e tendências de mercado e aplicamos em nossas soluções como novas features que poderão tornar suas vidas mais práticas e também auxiliá-los em necessidades importantes para o desenvolvimento de seus produtos.

A realização do Simcenter Users Meeting trouxe algum retorno para a empresa?
Sim, a realização do primeiro Simcenter Users Meeting na América do Sul, trouxe bastante resultados para nós. Nos três dias de evento os palestrantes e convidados discutiram como a simulação computacional dentro do contexto de gêmeo digital (Digital Twin) está sendo utilizada para reduzir custos, elevar a qualidade dos produtos e reduzir o ciclo de desenvolvimento.

Como foi a parte prática do encontro?

Algumas empresas, como Volvo, Embraer, Fiat, Bosch, GM e Avibrás, apresentaram como têm utilizado as simulações na engenharia, além de compartilhar ideias. Além disso, oferecemos treinamentos avançados onde conseguimos capacitar e treinar muitos usuários de nossas soluções, workshops, e sessões exclusivas com especialistas. Conseguimos também mostrar ao mercado a importância de investir em soluções para simulação computacional durante o ciclo de vida do produto.


Foto: Divugação/Siemens