O T-Cross será apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro, mas chegará mesmo ao mercado no fim do primeiro trimestre de 2019, dois meses depois de a Volkswagen iniciar sua produção comercial em São José dos Pinhais (PR). Apesar desse ainda longo prazo, a montadora segue revelando aos poucos características de seu futuro produto.

Essa estratégia de  lançamento a  conta-gotas se justifica: afinal a VW não tem outro veículo no segmento e, portanto, não corre o risco de perder vendas. Ao contrário, informando antecipadamente os conteúdos do utilitário esportivo, pode até convencer clientes de outras marcas a desistirem da compra de algum concorrente até lá.

Nesta quarta-feira, 3, a empresa divulgou as fotos dos testes finais do SUV ainda parcialmente camuflado. Nada, porém, que não permita ver os traços definitivos da carroceria de 4.199 mm de comprimento e 1.568 mm de altura.

 

Derivado da plataforma MQB, já adotada no Polo e Virtus brasileiros, o T-Cross tem distância entre-eixos de 2.651 mm, 88 mm maior do que o do que seu similar europeu e que, segundo a montadora, é a maior do segmento. A capacidade do porta-malas varia de 373 e 420 litros, a depender da posição do encosto do banco traseiro.

Anúncio

O consumidor poderá escolher entre duas opções de motores, os conhecidos 200 TSI Total Flex de 128 cv, quando abastecido com etanol, e o 250 TSI Total Flex de 150 cv, também com etanol.

Na versão de acabamento superior, a Volkswagen dotará o T-Cross de faróis full LED, com DRL integrado ao conjunto. Já nas inferiores, com faróis halógenos, a luz de condução diurna integrará os faróis de neblina.

Seguindo a tendência já verificada em outros SUVs, a Volkswagen oferecerá a opção de pintura bitom, ou seja, o teto pintado em cor diversa das oito cores previstas para o restante da carroceria.

LEIA MAIS

→Volkswagen já avalia alternativas para ampliar a produção no País

→SUVs e hatches pequenos continuam ganhando mercado

A montadora diz que ainda prefere não revelar todos os detalhes e recursos de conforto, mas antecipa que, opcionalmente, o T-Cross terá sistema de Infotainment com tela sensível ao toque de 8 polegadas e quadro de instrumentos totalmente digital “Active Info Display” de última geração. Serão quatro entradas USB (duas na frente, duas atrás).

A lista de dispositivos de segurança envolverá seis airbags, controle de estabilidade, sistemas de assistência de condução, detector de fadiga, além sensores dianteiro e traseiro para estacionamento. O T-Cross também poderá ser equipado com o sistema “Park Assist 3.0”, que permite o estacionamento autônomo em vagas paralelas e transversais.


Fotos: Divulgação/Volkswagen