A chegada do novo Tiggo 2 foi essencial para o salto que a Caoa Chery  deu no mercado após a compra da marca chinesa pela empresa brasileira. Em apenas oito meses, o carro pssou de raras unidades mensais do modelo antigo para 766 do novo. Em setembro, o crescimento foi de 5% sobre agosto e de 67% sobre julho.

Mas o poder da nova empresa vai além, desenvolvendo estratégias em duas frentes: no fortalecimento da rede de revendas e serviços de pós-venda e no lançamento de novidades para complementar o portfólio da nova marca.

Com sessenta concessionárias até setembro, a empresa pretende inaugurar mais de quarenta lojas até o fim do ano, iniciando 2019 com mais de centena de pontos de venda.

Na segunda-feira, 22, a empresa apresentará o Arrizo 5,  sedã do tamanho do Toyota Yaris, equipado com motor 1.5 turbo fabricado em Jacareí (SP). E no Salão do Automóvel, entre 8 e 18 de novembro, a Caoa Chery mostrará dois utilitários esportivos, ambos da linha Tiggo: o 4 e o 7, produzidos na fábrica de Anápolis, em Goiás.

O Tiggo 4 competirá com o Honda HR-V,  Jeep Renegade,  Hyundai Creta, entre outros, e o Tiggo 7 com o Jeep Compass,  VW Tiguan e Kia Sportage.

A marca ficou na 15ª posição no ranking em setembro, com 1.006 unidades vendidas, o que representa um aumento de 15,5% sobre agosto e de 86,4% sobre o período janeiro-setembro do ano passado, tendo como referência a marca Chery.

Anúncio

No acumulado do ano, foram mais de  5 mil unidades, o que fez a marca saltar do 20ª para o 15º lugar no ranking por marca, mas já subiu para 14º na primeira quinzena de setembro.

“Um crescimento significativo, que mostra a força da empresa e o resultado do investimento em tecnologia, design e na qualidade dos nossos produtos e serviços”, disse Marcio Alfonso, presidente da Caoa Chery.

A expectativa da empresa é fechar 2018 com 10 mil veículos vendidos e uma média mensal de 1,6 mil unidades, o que a coloca na disputa da 11ª posição no ranking brasileiro com Peugeot, Citroën e Mitsubishi, e na frente da Mercedes-Benz e da Kia.

 

* Joel Leite é jornalista, palestrante e criador da Agência AutoInforme, agência especializada no setor automotivo