Vendas de caminhões mantêm a trajetória de recuperação apresentada nos últimos meses. Balanço divulgado pela Fenabrave, na quinta-feira, 1º de novembro, os emplacamentos no segmento em outubro somaram 7,9 mil unidades, altas de 18,14% em relação a setembro, com 6,7 mil emplacamentos, e de 56,68% no confronto com o mesmo mês do ano passado, quando foram apurados pouco mais de 5 mil licenciamentos.

“O mercado em geral manteve sua tendência positiva de crescimento mesmo diante do cenário conturbado do período”, diz em nota o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, referindo-se à reação do comprador apesar do clima de expectativa gerado pelas eleições.

De janeiro a outubro, as vendas somaram perto de 61,1 mil unidades, evolução de 51,16% sobre os 40,4 mil caminhões emplacados no mesmo acumulado de 2017. O volume acumulado até o mês passado, já representa alta de 17% no resultado de todo o ano passado, com 52 mil unidades licenciadas.

LEIA MAIS

→Fenabrave refaz projeção pela terceira vez no ano

Anúncio

→Caminhões pesados trazem o mercado a reboque

O desempenho positivo apresentado pelo mercado de caminhões também aqueceu as vendas de implementos rodoviários. No mês passado, o segmento registrou emplacamentos de 4,1 mil unidades, apurando crescimentos de 14,6% sobre setembro (3,6 mil) e de 57% em relação a outubro do ano passado, com 2,6 mil equipamentos negociados.

No acumulado do ano até outubro, as vendas somaram 36 mil implementos contra pouco mais de 20 mil unidades apuradas no mesmo período do ano passado, expressivo crescimento de 79,4%

Também o mercado de ônibus esteve movimentado no mês passado com o licenciamento de mais de 2 mil unidades, volume 8,25% superior ao de setembro (1,9 mil) e 77% maior na comparação com outubro de 2017, quando os licenciamentos somaram 1,1 mil unidades.

No acumulado até outubros, os 15,3 mil ônibus vendidos representaram crescimento de 27,28% em relação ao volume emplacado de um ano atrás, com 12 mil unidades.


Foto: Scania/Divulgação