O desempenho das vendas do Volvo FH540 no mês passado permitiu mais uma vez colocar o modelo em boa vantagem frente aos concorrentes diretos da categoria de pesados, como também se destacar como o mais vendido de novembro de todo o mercado de caminhões.

De acordo com os dados consolidados pela Fenabrave, o veículo da fabricante de Curitiba (PR) somou 410 emplacamentos em novembro, volume que representou 11% das vendas de 3,7 mil caminhões pesados contabilizados no mês passado e 5,3% do mercado total, de 7,7 mil unidades vendidas.

No acumulado até novembro, o Volvo FH540 já respondeu com 3,7 mil unidades ou 12% dos licenciamentos de pesados, categoria que no período somou 30,9 mil modelos negociados, 45% das vendas totais de caminhões, de 68,8 mil emplacamentos.

O FH540 não lidera as vendas de pesados e do mercado, posto ainda ocupado pelo Scania R440, por uma diferença 227 unidades. O veículo da concorrente conterrânea da Volvo segue no topo do ranking de vendas com pouco mais 3,9 mil modelos vendidos no acumulado do ano, participação de 12,8% dos licenciamentos de pesados.

No mês passado, o mercado absorveu 375 unidades de Scania R440, o que lhe rendeu o terceiro lugar no disputado segmento de pesados, com participação de 10% das vendas da categoria.

Novembro também marcou ascensão do Mercedes-Benz Actros 2651 na briga pelos primeiros lugares do pódio. O modelo contabilizou 388 unidades vendidos, o segundo caminhão pesado mais vendido no mês passado, com participação de 10,4% nos negócios do segmento. Nos onze primeiros meses do ano, o veículo acumula um pouco mais de 2,7 mil emplacamentos, fatia de 8,8% das vendas de pesados, o quarto mais vendido da categoria.

Anúncio

LEIA MAIS

→Vendas de caminhões têm alta de 41% em novembro

→Caminhões pesados trazem o mercado a reboque

Na disputa dentre as marcas que lideram o ranking de vendas de pesados, no entanto, é a Mercedes-Benz que apresenta o melhor desempenho.

Segundo os números da Anfavea, no acumulado até novembro, a empresa de São Bernardo do Campo (SP) somou 8,8 mil licenciamentos de caminhões pesados, alta de pouco mais de 100% na comparação com o volume apurado um ano antes, de 4,4 mil unidades.

A Volvo preserva o segundo lugar nas vendas da categoria com 8,3 mil unidades vendidas de janeiro a novembro, evolução de 84,6% em relação aos 4,5 mil pesados negociados no mesmo período do ano passado.

Em terceiro lugar, a Scania emplacou nos onze primeiros meses do ano 7 mil modelos de pesados, volume 65,5% superior ao anotado nos doze meses anteriores, de 4,2 mil veículos licenciados.


Foto: Volvo/Divulgação