Em contraste com a perspectiva de  bater novo recorde de exportações em 2018, a indústria automobilística encerrou o ano com queda de 17,9% no número de véiculos embarcados. Foram exportadas 629.175 unidades, ante as 766 mil do ano anterior, e a projeção da Anfavea para 2019 é de continuidade da curva descendente no negócios externos, em função principalmente da retração no mercado argentino.

Pelas projeções da entidade, as vendas externas devem cair mais 6,2% este ano, para 590 mil veículos. “A Argentina, nosso principal comprador, deve ter seu PIB reduzido em torno de 2% agora em 2019 e a expectativa por lá é a de que o mercado interno baixa de 790 mil para 680 mil veículos. Com isso, nossas exportações também serão menores”, comenta Antonio Megale, presidente da Anfavea.

LEIA MAIS

Argentina derruba exportações de veículos em 2018

Exportações atenuam ano ruim do setor argentino

A queda nas exportações em valor foi menor do que a de veículos embarcados por causa do mix de produtos. Incluindo veículos leves, pesados e máquinas agrícolas e de contrução, a receita com vendas externas chegou a US$ 14,5 bilhões em 2018, retração de 8,6% no comparativo com os US$ 15,85 bilhões exportados em 2017.

Anúncio

A estimativa da Anfavea para 2019 é a de atingir US$ 13,9 bilhões este ano, o que representará queda de 3,9% sobre o ano passado.

LEIA MAIS

Anfavea projeta produção de 3,14 milhões de veículos este ano

O segmento mais afetado será o de automóveis e comerciais leves, que tem na Argentina perto de 70% dos negócios externos. Pelas projeções da Anfavea, serão exportados este ano 555 mil veículos leves, 6,8% a menos do que os 595 mil em 2018. Já no caso dos pesados, a expectativa é de alta de 3,7% nas vendas externas, com 35 mil embarques em 2019 contra os 33,7 mil de 2018.

Megale comenta que a indústria de caminhões e ônibus tem menor concentração nos negócios externos. “Têm sido expressivas, por exemplo, as exportações de veículos pesados para a África do Sul e Rússia”, lembra o presidente da Anfavea.

 


Foto: Divulgação/VW