A Cummins está presente em três importantes lançamentos que acontecem na 31ª edição do Show Rural Coopavel,  que se encerra na sexta-feira, 8, em Cascavel (PR). São motorizações eletrônicas nacionais, produzidas em Guarulhos, SP, que equipam pulverizadores da Jacto e da Stara.

As novidades fazem parte da gama completa da empresa para o mercado agrícola, que vai de 4.5 a 12 litros e atende as normas brasileiras de legislação vigente, MAR I, além de estar preparada para exigências futuras. Um dos lançamentos é o pulveirzador Uniport 3030 EletroVortex, da Jacto, equipado com o motor eletrônico Cummins QSC 8.3 de 300 cv.

“Estamos muito honrados em contribuir com o desenvolvimento de um equipamento, marco no processo de produção do cliente. É um pulverizador com muita tecnologia agregada que visa contribuir, assim como os nossos motores, com a alta produtividade e menor custo de operação para o usuário”, diz Andre Selim, engenheiro de aplicações off-highway da Cummins Brasil, destacando que a empresa agora eleva para 72% sua participação na linha de produtos agrícolas da Jacto.

Anúncio

Nos pulverizadores da Stara, são duas novas aplicações. O motor eletrônico QSB6.7 de 260hp equipa os novos modelos Imperador 3000 e Imperador 4000, lançados durante a Coopavel

Com as novas aplicações, a motorização faz dos novos equipamentos da Stara os mais potentes da gama. “Para o processo de desenvolvimento dos novos modelos, a Cummins em parceria com o cliente realizou severos testes em dez equipamentos em operação e, com isso, conseguimos o ajuste perfeito entre motor e máquina”, explica Batschauer, especialista de vendaso off-highway da Cummins Brasil.

Os dois novos pulverizadores da Stara contam com modo de operação automático que mantém a rotação do motor na melhor faixa de operação. O objetivo é reduzir consumo de combustível, elevando a produtividade dos equipamentos.

“A eletrônica embarcada e a flexibilidade dos motores Cummins permitiram a customização da calibração do motor QSB6.7 de 260hp para atender ao novo modo de operação das máquinas da Stara”, afirma Selim.


Foto: Divulgação/Cummins