A Volkswagen recebeu, nesta quinta-feira (28), uma excelente notícia para seu mais novo produto no mercado brasileiro, o T-Cross. O SUV compacto, que começa a ser vendido mesmo a partir do mês que vem — por enquanto foi oferecido em regime de pré-venda — é um dos automóveis mais seguros do mercado brasileiro, segundo o Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e o Caribe, Latin NCAP.

Fabricado em São José dos Pinhais (PR), o T-Cross recebeu cinco estrelas, a classificação máxima, para a proteção de adultos e crianças.  Segundo a avaliação, “com seis airbags e controle eletrônico de estabilidade (ESC) em todas as versões, mostrou boa proteção para seus ocupantes nos três testes de colisão realizados”.

A entidade também atribuiu ao T-Cross o a distinção Advanced Award pela oferta do sistema de frenagem automática pós-colisão e pela proteção aos pedestres em atropelamentos por meio de áreas de deformações programadas e elementos de absorção de energia.

Os testes incluem impacto frontal a 64 km/h contra barreira deformável descentrada (40%), impacto lateral contra barreira deformável montada em um trenó a 50 km/h e impacto lateral a 29 km/h contra poste.

Yaris

Com apenas dois airbags, Yaris ficou atrás

Junto com o modelo da Volkswagen, a segunda série de resultados de 2019 do Latin NCAP trouxe a avaliação do Toyota Yaris, fabricado em Sorocaba (SP). As configurações hatch e sedã do modelo mereceram a classificação quatro estrelas para proteção de adultos e crianças.

Anúncio

O Corolla dispõe de dois airbags e ESC de série e, segundo a entidade, apresentou “boa proteção para adultos no impacto lateral, e proteção aceitável para boa no impacto frontal”. A estrutura foi classificada como instável pela entidade.

LEIA MAIS

→Disponível em pré-venda, T-Cross parte de R$ 85 mil

→T-Cross brasileiro será exportado para Ásia e África

A sinalização das ancoragens Isofix  no Yaris não atende aos requisitos do Latin NCAP, “o que, somado à falta de um interruptor para desconectar o airbag do passageiro, justifica as quatro estrelas para proteção de crianças”.

“A classificação máxima da Volkswagen T-Cross é muito encorajadora. Mas é inaceitável que, mesmo em 2019, alguns fabricantes globais não tenham atingido as cinco estrelas nos testes de batida”, afirmou Alejandro Furas, secretário geral do Latin NCAP .

Por outro lado, Ricardo Morales, presidente da comissão diretiva do programa, enfatiza que as recentes avaliações já demostram que vários fabricantes estão oferecendo, voluntariamente, modelos com segurança acima da exigida pelas legislações da região.


Foto: Divulgação