Modelo mais vendido da Honda no mercado brasileiro, o HR-V terá novidades a partir de junho, quando chegará às revendas a linha 2020.  A principal delas é o retorno da versão Touring, a mais completa do utilitário esportivo que, em 2018, teve seu desenho renovado e respondeu por 37% das vendas da.

Com preço sugerido de R$ 139.900,00, a versão topo de gama será a única a contar com o novo motor 1.5 Turbo de 173 cv acoplado à transmissão CVT que simula sete velocidades e com acionamento também por aletas atrás do volante.

A Touring se diferencia também por dispor de teto solar panorâmico, faróis principais e de neblina Full LED, detalhes estéticos, acabamento interno em couro cinza ou preto, sensor de chuva, abertura da porta por presença, antena em formato barbatana e sistema de escapamento em inox com duas saídas.

A versão tem ainda o sistema Honda LaneWatch. Uma câmera no retrovisor direito amplia o ângulo de visão do motorista, eliminando pontos cegos. A imagem ampliada é projetada no multimídia de 7 polegadas.

HR-V touringJá as versões LX, EX e EXL do utilitário esportivo seguem como motor 1.8 16V FlexOne de até 140 cv, câmbio CVT e preços, respectivamente, a partir de R$ 94.400,00, R$ 101.700,00 e R$ 111.900,00.

 

Ganharam algumas alterações, porém.  A EXL tem agora sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, e grade frontal em preto, e a EX, além dos sensores, vem com central multimídia de 7 polegadas com conectividade aos sistemas Apple CarPlay e Android Auto. A LX recebeu câmera de ré integrada à central multimídia de 5 polegadas.

Anúncio

Líder da marca, mas…

O HR-V segue firme como principal produto da Honda no mercado interno. No ano passado, teve quase 48 mil emplacamentos dos 131,6 mil da Honda, que encerrou  como a oitava marca do mercado, com 5,3% de participação.

O segundo Honda mais vendido foi o hatch Fit, mas muito atrás, com 27,3 mil unidades licenciadas. O pioneiro Civic veio logo a seguir, com 25,9 mil unidades negociadas,  e bem mais atrás City (14,9 mil) e WR-V (14,8 mil).

Ainda assim, os reforços técnicos e de conteúdo anunciados para a linha 2020 vêm em boa hora. No primeiro quadrimestre, foram licenciados 15,6 mil  unidades do SUV. O modelo ficou na quarta colocação no segmento, atrás dos Jeep Renegade, Compass e Nissan Kicks, perdeu, assim, uma posição com relação ao encerramento de 2018.

LEIA MAIS

→Honda inaugura Itirapina após três anos de espera

→Honda HR-V atinge 200 mil unidades vendidas no Brasil


Foto: Divulgação/Honda