O sistema de transporte público por vias segregadas de Bogotá, na Colômbia, o Transmilenio, recebeu os primeiros 336 novos ônibus da Volvo para renovação dos veículos dos corredores. O lote, composto de 202 articulados e 134 biarticulados, faz parte de um negócio de 700 unidades com entregas estimadas até meados do ano que vem.

O negócio é considerado pela Volvo como o maior da marca na década no que diz respeito ao segmento de ônibus para sistemas BRT (Bus Rapid Transit), o conceito sob o qual o Transmilenio foi concebido. O investimento soma US$ 210 milhões, o que inclui os chassis e os encarroçamentos feitos pela colombiana Superpolo.

Os veículos foram adquiridos por duas das maiores operadoras do sistema: Transdev e Sistemas Operativos Móviles (Somos). A primeira irá absover 440 unidades, enquanto a segunda, 260.

“Atualmente vivemos um bom momento na América Latina devido à necessidade de substituição de veículos”, conta Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Buses Latin America. “Nos próximos dois anos os dois maiores sistemas BRT da América Latina, o de Bogotá e o de Santiago (Chile), estarão em processo de renovação de frota. Além de São Paulo, que difere dos outros mercados somente por fazer compras menores, mas por etapas.”

Os novos articulados e biarticulados da marca sueca que desembarcam em Bogotá incorporam avançados recursos de tecnologia com objetivo de garantir o máximo de eficiência e segurança no transporte público. Se caso o operador desejar, a empresa poderá contar com o auxílio da conectividade na gestão da operação, como o Fleet Management ou o I-Coaching.

No primeiro caso, a telemática entrega em tempo real informações operacionais do veículo, como aceleração, consumo de combustível, frenagem e velocidade. No segundo, o próprio ônibus contribui para uma condução mais eficaz, alertando o condutor em casos de velocidade ou frenagem excessivas, como também sugere engate de marchas mais adequado. “A máquina ajuda o motorista ser um profissional melhor”, define Todeschini. “O sistema treina na prática, durante o trabalho.”

Anúncio

O Controle Automático de Velocidade é outro dispositivo no pacote dos ônibus da Volvo capaz de melhorar a gestão como um todo, especialmente em relação à segurança.

O sistema permite ao gestor determinar limite de velocidade, sem intervenção do motorista, em determinados trechos da rota, por exemplo, área escolar, hospitalar ou de grande fluxo de pedestres. Após introdução no transporte de Curitiba (PR), no Corredor Norte do BRT local, reduziu em 50% a quantidade de acidentes.

LEIA MAIS

→Volvo inicia testes com ônibus autônomos e elétrico

→Volvo entregará 700 ônibus para Bogotá

Os 700 ônibus da Volvo é parte de uma licitação para 1,4 mil unidades para o sistema de corredores do Transmilenio. Trata-se da primeira fase de dois outros processos de renovação de toda a frota da capital colombiana, nos quais estão contemplados 594 ônibus elétricos e, posteriormente, 2,1 mil unidades do sistema alimentador para os corredores.

O Transmilenio é uma referência mundial em sistema de transporte BRT. Iniciado em 2001, já passou por três etapas de desenvolvimento. Atualmente soma 125 km de corredores exclusivos para ônibus, que transportam em torno de 2,5 milhões de pessoas por dia.


Foto: Volvo/Divulgação